Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 05 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Consumo

05/01/2018 - 18h44min. Alterada em 05/01 às 18h57min

Shopping João Pessoa cria Feira de Antiguidades para atrair vizinhança

Banquinhas da feira de antiguidades fica no segundo piso e soma 14 expositores

Banquinhas da feira de antiguidades fica no segundo piso e soma 14 expositores


CLAITON DORNELLES /JC
Luis Filipe Gunther
O Shopping João Pessoa ampliará o espaço para expositores da Feira de Antiguidades, que estreou em 2017 no segundo do empreendimento, localizado na avenida João Pessoa. A feira foi uma aposta do empreendimento para atrair mais público durante a semana e reforçar a pegada de centro comercial de vizinhança. Em 2016, o João Pessoa concluiu a revitalização, com nova fachada e configuração de ocupantes.  
Os expositores comercializam relíquias das mais diversas e querem atingir desde o consumidor que frequenta o local diariamente ao colecionador. A feira será realizada este ano na segunda semana do mês. Em janeiro, as bancas funcionarão do dia 8 ao dia 12 entre 9h e 21h.
Partiu da própria administração a sugestão de iniciar a feira dentro do shopping. A gerente geral Cristiane Bernardo diz que a intenção é dar mais opção para que os frequentadores passem mais tempo no local. A medida também visa a aumentar as vendas das lojas. Os expositores foram convidados em abril de 2017, quando iniciou o estudo para desenvolver o projeto. “É uma forma de valorizar o produto regional e se aproximar ainda mais o shopping do público do bairro”, reforça Cristiane.
Este ano serão 14 expositores, selecionados no Brique da Redenção e Mercado Público de Porto Alegre, que já têm este tipo de iniciativa. Charles Müller, que atua com brinquedos colecionáveis de futebol, já expõe no Mercado Público. "Para nós, a feira agregou muitas vendas, mas acredito que vamos ter mais  movimento este ano, pois o espaço já estará mais conhecido", aposta Müller.
O centro comercial tem, em média, um fluxo de sete mil pessoas diariamente, que cresce quando tem a feirinha. O shopping não tem dados oficiais. A cafeteria Otto Café, no segundo nível, chegou a registrar alta de 30% no volume de clientes. “No começo, houve o incremento do movimento com a iniciativa. Acredito que a feira possa agregar este ano, como também precisa divulgar mais", sugere Taís de Freitas, sócia do Otto Café. O shopping quer ampliar o rol de itens para artes plásticas e aguarda definição dos artistas já convidados, diz a gerente geral.  
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia