Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

acontece

Notícia da edição impressa de 12/01/2018. Alterada em 11/01 às 17h55min

Curso sobre cultura ocidental inicia na segunda-feira em Porto Alegre

Aulas serão ministradas pelo historiador Voltaire Schilling

Aulas serão ministradas pelo historiador Voltaire Schilling


GILMAR LUÍS/arquivo/JC
O projeto Universidade Aberta começa a programação de 2018 na próxima segunda-feira (15) com um curso do historiador Voltaire Schilling - Utopias e Distopias na Cultura Ocidental. A série de três aulas começa na segunda-feira e segue nos dias 22 e 29 de janeiro, sempre das 18h30min às 20h, no Centro Municipal de Cultura, Arte e Lazer Lupicínio Rodrigues (Érico Veríssimo, 307). O valor do curso é de R$ 20,00 a R$ 40,00 com desconto para estudantes, professores e funcionários da prefeitura. As inscrições podem ser feitas 30 minutos antes do evento. Mais informações pelo telefone (51) 3289-8052.
Nos encontros, Schilling abordará três fenômenos históricos: os Descobrimentos, a Revolução Industrial e a Revolução Francesa, ocorridos entre os séculos XVI e XIX, eventos que estimularam pensadores das mais diversas origens a elaborar profundos projetos de reforma social e política.
Esse período gerou uma vasta literatura, composta por registros imaginários de sociedades perfeitas, inexistentes na realidade empírica. Esse material serviu de inspiração direta às grandes reformas e revoluções que aconteceriam posteriormente. Entre as obras analisadas, estão Utopia, de Thomas More; A cidade do sol, de Tommaso Campanella; Admirável mundo novo, de Aldous Huxley; e 1984, de George Orwell.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia