Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 14 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
José A. V. da Cunha

Intervalo

Notícia da edição impressa de 15/01/2018. Alterada em 12/01 às 20h23min

O mobiliário em debate

Chega a hora de regulamentar o uso dos espaços públicos

Chega a hora de regulamentar o uso dos espaços públicos


/JOEL VARGAS/PMPA/COLETIVA/DIVULGAÇÃO/JC
Agora em fevereiro começa na Câmara de Vereadores o debate em torno do Projeto de Lei que prevê mudanças no mobiliário urbano, modificando a lei municipal que rege itens como relógios digitais, paradas de ônibus e placas com nomes de rua. O documento final foi elaborado após 90 dias de trabalho da Comissão Especial do Mobiliário Urbano e proíbe o uso de postes, viadutos e tapumes para divulgação de publicidade. Em vez deles, sugere equipamentos eletrônicos específicos para isso. O secretário municipal de Parcerias Estratégicas, Bruno Vanuzzi, no entanto, considera que o projeto não interferirá nas licitações que estão sendo feitas atualmente.

Sai felicidade, entra ansiedade

A economia, a política e os empregos com baixa remuneração levam os jovens a ter uma visão pessimista em relação ao mercado de trabalho. A conclusão é do Projeto 18/34, desenvolvido pelo Núcleo de Tendências e Pesquisa do Espaço Experiência da Famecos, da Pucrs que entrevistou 1.620 pessoas, entre 18 e 34 anos. De acordo com os executores do estudo, que teve a coordenação do professor Ilton Teitelbaum, os resultados demonstram que a felicidade no trabalho perdeu espaço para o desejo de atuar profissionalmente sendo muito bem remunerado. E o sentimento que fica em relação a tudo isto é... uma grande ansiedade.

Marcas de respeito

Ambev, Apple, Audi, BB Mapfre, Ford, Hospital Albert Einstein, Netshoes, O Boticário e Tigre foram as empresas citadas por 1.493 consumidores brasileiros como aquelas que mais respeitam seus consumidores. A pesquisa foi conduzida pelo Centro de Inteligência Padrão (CIP), em parceria com a consultoria CA Ponte e a empresa de pesquisa digital MindMiners e apontou que o fator primordial no momento da compra é qualidade, preço e facilidade de pagamento. Os atributos "Atendimento", "Estrutura física", "Inovação" e "Conveniência" também foram pontos indicados pelos entrevistados, um total de 1.493 brasileiros, homens e mulheres maiores de 18 anos, das classes sociais A, B, C e D.

AGÊNCIAS

JWT Tramontina HQ-CAPA coluna Intervalo divulgação Coletiva

JWT Tramontina HQ-CAPA coluna Intervalo divulgação Coletiva


/COLETIVA/DIVULGAÇÃO/JC
J. Walter Thompson assina a nova fase da campanha "Respeito pelo Churrasco", da Tramontina. Agência busca reforçar a união da marca de utensílios de cozinha com os assados através da apresentação dos desafios no preparo das carnes. Atual ação é veiculada nas redes sociais e em outros canais on-line.

Para medir no digital

Viram as observações de Chad Pollitt, colaborador do HuffPost e do Guardian, sobre o que não vai acontecer em 2018, e que publicamos na última coluna? Ele também chama atenção para o aumento da tecnologia Blockchain, que garante a segurança das operações de criptomoedas. É o Blockchain que terá o maior impacto na mídia paga e seus KPIs no próximo ano. E esta tecnologia aliviará muitas das queixas que as empresas de marketing têm sobre as métricas atuais.

PARCEIROS

BLACK SHEEP PROJECT transferiu sua sede para um o Espaço VOZ, no Shopping Total, mas não deixará de manter projetos itinerantes que realiza desde sua fundação. A área física servirá como base de trabalho e reuniões com clientes e parceiros. "Consideramos o VOZ um ambiente especial, pois consegue misturar a essência histórica da cidade, no bairro Floresta, que é referência de diversas iniciativas e empresas criativas", disse João Ramos, que toca o negócio com o sócio Wayner Bechelli. Os dois asseguram que seguirão com ideias malucas, como o BS Sunset, que realizaram em novembro.
ATIVA MULTICANAL iniciou seu novo projeto no Litoral Norte, o Clean Beach Ativa, que disponibiliza saquinhos biodegradáveis para o descarte do lixo. O produto está disposto em 50 totens, instalados na entrada dos principais acessos à beira da praia em Atlântida, Xangri-lá, Capão da Canoa e Torres.

GENTE

Ricardo silvestrin coluna Intervalo divulgação Coletiva

Ricardo silvestrin coluna Intervalo divulgação Coletiva


/COLETIVA/DIVULGAÇÃO/JC
O publicitário, poeta, músico e professor de Literatura Ricardo Silvestrin está dedicado a conduzir um curso sobre produções poéticas na MPB, debatendo questões estéticas registradas nas obras de Caetano Veloso, Chico Buarque, Gilberto Gil e Jorge Ben Jor. O roteiro prevê análises da função poética da linguagem, da letra de música como gênero e de quando a palavra escrita não dá mais conta da significação sonora. Serão 10 encontros. Informações sobre inscrições podem ser solicitadas pelo imeil ricsilvestrin@gmail.com.

TÁ LIGADO

Até o final do mês seguirá aberta a exposição do Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul com documentos originais do acervo relacionados a contextos e assuntos importantes da história gaúcha. Dentre os destaques está uma homenagem ao Dia Nacional da Fotografia, celebrado em 8 de janeiro, materiais da campanha Diretas Já, da arquitetura do Edifício Ely e sobre o controle das epidemias em portos do Estado. A mostra está na sede da entidade, na rua Sete de Setembro, 1.020, com entrada franca, inclusive aos domingos.
O Rio Grande do Sul receberá pela primeira vez o Seminário Sul-Brasileiro da Indústria Gráfica, que a Associação Brasileira da Indústria Gráfica Regional (Abigraf-RS) realizará em setembro. Seu presidente, Angelo Garbarski, disse que a entidade pretende liderar nacionalmente o movimento de qualificação dos empresários do setor. Assim, em 2018, devem ser intensificadas as atividades voltadas ao engajamento e crescimento, além do desenvolvimento humano, técnico e de gestão.

PERFIL

Rodrigo-Orengo coluna Intervalo crédito Edgar Lisboa

Rodrigo-Orengo coluna Intervalo crédito Edgar Lisboa


/EDGAR LISBOA/DIVULGAÇÃO/JC
O perfil publicado nesta semana por Coletiva.net é do jornalista Rodrigo Orengo.

BY THE WAY...

... o nível de choro no mercado diminuiu sensivelmente nas últimas semanas. Dom Irno acha que este é um bom indicador de que há um certo aquecimento nos negócios.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia