Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Vinicius Ferlauto

Giro Rápido

Notícia da edição impressa de 12/01/2018. Alterada em 11/01 às 21h41min

Fundo de investimento

A aliança Renault-Nissan-Mitsubishi anunciou a criação da Alliance Ventures, um novo fundo de investimento para aplicar até US$ 1 bilhão em projetos de inovação durante os próximos cinco anos. No primeiro ano, a previsão é injetar até US$ 200 milhões em startups e parcerias tecnológicas, com foco em novas mobilidades, inclusive eletrificação, sistemas de condução autônoma, conectividade e inteligência artificial. Com os investimentos anuais seguintes, a Alliance Ventures se tornará o maior fundo de capital empreendedor corporativo na indústria automotiva, durante o período do plano estratégico traçado até 2022. O novo fundo se diferencia porque oferece aos potenciais parceiros escala global por meio do escopo de atuação da Renault-Nissan-Mitsubishi, montadoras que venderam mais de 10 milhões de veículos em 2017 e estão presentes em todos os principais mercados. O capital da Alliance Ventures será financiado 40% pela Renault, 40% pela Nissan e 20% pela Mitsubishi Motors.
Passeio de verão
Mais um verão em que a Savarauto está com seu espaço na praia de Atlântida, Litoral Norte do Estado. Além da exposição de veículos das marcas que a revenda representa, há ações de relacionamento com os clientes. Neste sábado, a programação é um passeio do grupo off road Jeep LoveRS, que subirá os morros de Osório, com saída às 15h. Mais informações pelo telefone (51) 3378-1500.
Participação recorde
Em 2017, a Renault do Brasil manteve a trajetória de crescimento que experimenta desde 2010, alcançando novo recorde de participação no mercado nacional: 7,7%, com ganho de 0,2 ponto percentual em relação ao ano anterior. No consolidado, a empresa emplacou 167,1 mil veículos, contra 149,9 mil emplacadas em 2016, uma evolução de 11,4%, superior, portanto, a do mercado automobilístico brasileiro como um todo em 2017, que foi de 9,4%. Apostando em mais crescimento, no ano passado, a Renault anunciou investimentos de R$ 750 milhões no seu Complexo Ayrton Senna, instalado no Paraná. O montante viabilizará a construção de uma nova fábrica, a Curitiba Injeção de Alumínio, e a ampliação da Curitiba Motores.
Joint venture aprovada
A Fras-le, fabricante de produtos de material de fricção, e a Federal-Mogul Motorparts, que produz e distribui peças automotivas, receberam a aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), autoridade antimonopólio do Brasil, para estabelecer uma joint venture focada na fabricação e distribuição de produtos de freio para montadoras de veículos e mercado de reposição no País e em toda a América do Sul. A joint venture, batizada Jurid do Brasil Sistemas Automotivos Ltda., entrou em vigor no dia 8 de janeiro, com 80,1% de propriedade da Fras-le e 19,9% de uma afiliada da Federal-Mogul Motorparts. A operação será baseada em Sorocaba (SP).
Veículos inteligentes
A Volkswagen e a Nvidia compartilham sua visão de como a Inteligência Artificial (IA) e o processo de aprendizagem profunda influenciarão o desenvolvimento de uma nova geração de veículos inteligentes da marca alemã. Um dos focos são as capacitações para a "Copilotagem Inteligente", que incluirão sistemas de conveniência e assistência baseados no processamento de dados colhidos por sensores posicionados tanto dentro quanto do lado de fora do carro. Os sistemas poderão ser incrementados ao longo da vida útil do veículo através de atualizações de software e absorver capacitações inéditas à medida que novos desenvolvimentos ocorram na condução autônoma. Graças a esse "aprendizado", o automóvel autônomo do futuro conseguirá abordar situações de tráfego detalhadamente e analisar o comportamento de outros veículos na estrada, tomando decisões corretas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia