Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Ivan Mattos

Clubes

Notícia da edição impressa de 12/01/2018. Alterada em 11/01 às 19h18min

Verão em Atlântida

Marilia Vares, Marta Conceição e Tita Parisotto em Atlântida

Marilia Vares, Marta Conceição e Tita Parisotto em Atlântida


/José Padilha/Divulgação/JC
Depois do sucesso que foi a abertura da temporada social com o Jantando com o Presidente, segue a programação da Sociedade Amigos do Balneário Atlântida, Saba, nesta sexta-feira, com o Saba Samba Show, a partir das 21h. A Banda Amantes do Samba será a atração durante o serviço de comidinhas de boteco preparado pelo Luciano, do viznho Bali Hai, e os aperitivos do Dudu Drinks. As crianças terão local reservado com recreacionistas para diversão.

Happy Hour

Fernanda e Ricardo Rodrigues com o filho Ricardo na sede União Petrópole

Fernanda e Ricardo Rodrigues com o filho Ricardo na sede União Petrópole


REALIZA JOÃO MATTOS/DIVULGAÇÃO/JC
 

Debutantes

Acaba de ser confirmada a data para as concorridas inscrições do baile de debutantes do Grêmio Náutico União. No dia 13 de março, a partir das 8h30min, no salão de festas da sede Alto Petrópolis, as sócias do clube poderão garantir suas vagas no Debut 2018. Havendo disponibilidade, o clube abrirá uma segunda chamada para as não sócias. No dia da inscrição, é necessário apresentar uma foto da debutante e um documento de identidade, caso a inscrição seja feita por um responsável e a menina não esteja presente.

Fala, presidente

Carla Regina Wüppel e Carlos Roberto Wüppel.

Carla Regina Wüppel e Carlos Roberto Wüppel.


/GILMAR LUÍS/ARQUIVO/JC
Eleito recentemente como novo presidente da Sogipa, o ex-bancário, aposentado, Carlos Roberto Wüppel, tem como primeiro vice-presidente, José Carlos Hruby, e Luiz Gustavo Zilles como vice-presidente de administração. Integrante de diretorias anteriores, Wüppel conhece bem o clube que passa a presidir nos próximos dois anos. Em entrevista exclusiva para a coluna, ele fala sobre as expectativas e os planos para 2018 nas diversas áreas de atuação do clube, que acaba de completar 150 anos.
"Pretendo exercer o mandato de forma dinâmica e responsável, visando manter a história de sucesso da Sogipa em respeito ao legado dos presidentes que me antecederam nestes 150 anos de existência do clube."
"A prioridade da Sogipa sempre foi atender, da melhor forma possível, ao quadro social. Precisamos estar atentos aos anseios e às necessidades que os novos tempos impõem. As pessoas modificam hábitos, seguem outras tendências, evoluem em seus níveis de exigência. Para manter sintonia com seu público-alvo, o clube precisa se adaptar e se reinventar permanentemente. A proximidade da gestão com os associados é fator importante para a percepção dessas 'novas' vontades. Para tanto, pretendo adotar encontros regulares com grupos de associados, oportunizando coleta de críticas, avaliações, sugestões, enfim, toda forma de contribuição para o aperfeiçoamento de nossas atividades e serviços."
"A Sogipa tem um histórico importante de cedência de atletas para participação em Olimpíadas e em outros eventos esportivos de grande repercussão. Desde Seul, em 1988, até o Rio de Janeiro, em 2016, o clube esteve representado por seus atletas em sete das oito edições dos jogos, com a conquista de quatro medalhas nas últimas três. Enfim, é uma tradição extremamente importante que pouquíssimos clubes do Brasil podem orgulhar-se de possuir. Os investimentos na formação e na manutenção desses atletas durante o ciclo olímpico são obtidos através de verbas oriundas de convênios, patrocínio direto de empresas e projetos incentivados. Ou seja, o esporte de alto rendimento da Sogipa é autossustentável. A preparação para Tóquio seguirá o mesmo modelo, com aperfeiçoamentos, já que nos rendeu muitas alegrias. Hoje, vários atletas do clube já apresentam índices e colocação em rankings que lhes garantiriam lugar na delegação brasileira em Tóquio."
"O foco no associado será ampliado, e isso envolverá todas as áreas do clube. Algumas ações já foram implementadas, tais como: 'athletic training' (treinamento gratuito ministrado por professores na pista atlética), concessão para a prática gratuita de uma segunda modalidade esportiva e extensão da condição de dependentes dos filhos de sócios patrimoniais para 29 anos de idade. Outras formas de contemplar os sócios e compensar sua fidelidade estão em fase de estudos e serão implantadas em breve. A ideia é crescer, sempre ao lado do sócio."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia