Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 04 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Opinião

Notícia da edição impressa de 05/02/2018. Alterada em 01/02 às 17h19min

Saiba como validar o seu 'eu empreendedor'

Daniel Tertuliano
Já fui abordado algumas vezes por pessoas que conhecem e admiram a minha história e trabalho. Inclusive, já me perguntaram se existe uma fórmula secreta para o sucesso ou se seria sorte. Na minha opinião, não existe uma fórmula secreta para fazer seu empreendimento dar certo, mas existem referências que podem ser seguidas, mesmo não garantindo o bom desempenho de um negócio.
Qualquer empreendimento, bem ou malsucedido, é influenciado pelo que eu chamo de internal and external factors, que nada mais é do que os fatores internos e externos, pois são eles que definem o atual status do seu negócio no mercado. Digo isso porque alguns desses pontos elevaram a Camisetas em 12 horas, fazendo com que ela tivesse um crescimento substancial justamente em período de crise.
O pilar número um é, sem dúvida, conhecer a você mesmo. Ressalto este aqui, pois ele foi essencial para o ano que dobramos o faturamento da empresa para 7 dígitos. Se você está na fase que chamo de entrepreneur alone, ou seja, empreendendo sozinho, com certeza você está alinhado com os seus objetivos e se empenhando em oferecer a melhor solução aos seus clientes. Aqui, você deve estar também disposto a ir até às últimas consequências para fazer o seu negócio prosperar - a fase de T&T (True Time).
No português claro, é a hora da verdade, um período que o empreendedor precisa passar para aprender com seus erros e acertos, conhecer o perfil de seus clientes e fornecedores. É importante saber lidar bem com cada perfil, ao mesmo tempo que conhecer a você mesmo e então descobrir se está realmente disposto a seguir adiante. Conhecer o comportamento do ser humano de forma individual e saber lidar com ele são fatores internos que o empreendedor tem que desenvolver muito bem.
No início do empreendimento, é comum enfrentar grandes dificuldades, poucos clientes e a falta de credibilidade no mercado, por isso reforço que você precisa saber se está realmente disposto a seguir em frente. Costumo dar o exemplo de que, a cada 10 clientes, dois deles indicarão o seu produto ou serviço, cinco ficarão neutros, e três reclamarão.
Com dois clientes indicadores, gosto de chamar de Happy Client, que é o cliente satisfeito e que indicará você para, no mínimo, mais uma pessoa. No caso da Camisetas em 12 horas, o produto pode ser indicado tanto para B2C quanto para B2B. Eu levei três anos de muito trabalho para chegar em 100 clientes, cinquenta deles neutros, 20 que me indicaram para mais 20 novos clientes e 30 que reclamaram do meu serviço.
Se você chegou nessa fase de saber lidar com esse movimento de conflitos, você já validou o seu "eu empreendedor" e está se consolidando para avançar ao próximo pilar - que é o de acertar a sua equipe -, rumo ao negócio de sucesso.
CEO da Camisetas em 12 horas
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia