Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Motocicletas

Notícia da edição impressa de 12/01/2018. Alterada em 11/01 às 21h46min

Linha 2018 da Biz ganha modernidade e segurança

Modelo incorporou o sistema de frenagem combinada da Honda

Modelo incorporou o sistema de frenagem combinada da Honda


HONDA/DIVULGAÇÃO/JC
Comercializada nas versões 110i e 125i, a Biz 2018 mereceu da Honda a mais ampla renovação desde sua estreia no mercado brasileiro, em 1998. As modernizações técnicas e estéticas valorizam suas características de sucesso e as adaptam às necessidades atuais.
No design, a moto traz grupo ótico frontal e painel reformulados, laterais e rabeta com novo desenho, além de novas opções de cores de assento e partes internas. A praticidade do veículo foi reforçada com a ampliação do espaço sob o assento, um novo sistema de abertura do banco e um inédito gancho retrátil para transporte de bolsas, sacolas ou mochilas.
O ganho de armazenamento sob o assento se deu com a substituição da roda traseira de 17 polegadas por outra menor, de 14 polegadas. A mudança não prejudicou, segundo a marca, a capacidade de enfrentar terrenos ruins.
Tanto a Biz 110i quanto a 125i passam a contar com sistema de partida elétrica e ainda incorporam o sistema de frenagem combinada CBS, no qual o pedal do freio atua em intensidades diferentes na roda traseira e dianteira, permanecendo a alavanca no punho da direita específica para acionamento do freio dianteiro. A primeira versão custa R$ 7.590,00 e a segunda sai por R$ 9.390,00.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia