Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Motocicletas

Notícia da edição impressa de 12/01/2018. Alterada em 11/01 às 21h41min

Honda relança a esportiva CBR1000RR Fireblade

Visual ficou mais agressivo e dinâmico, definido por vincos expressivos e ângulos agudos

Visual ficou mais agressivo e dinâmico, definido por vincos expressivos e ângulos agudos


/HONDA/DIVULGAÇÃO/JC
O modelo conta com 90% de componentes totalmente novos, além de um design mais ousado. Os atributos técnicos derivam da RC213V-S, versão de rua da Honda RC213 usada na categoria MotoGP.
A nova CBR1000RR está mais leve (redução de 15 quilos) e 11 cv mais potente, o que resultou em um ganho na relação peso/potência de 14% frente à geração anterior. Um avançado pacote eletrônico, composto por uma unidade de medição de inércia, um novo módulo de controle de tração regulável e pelo sistema de seleção dos cinco modos de condução, conferem maior desempenho e segurança à motocicleta esportiva.
Importada do Japão, a CBR1000RR Fireblade chega ao mercado nacional em duas versões, com preços respectivos de R$ 69.990,00 e R$ 79.990,00. Elas se diferenciam em componentes estruturais: a opção mais cara tem, por exemplo, cano de escape e tanque de combustível em titânio, mais leve e resistente do que as ligas metálicas tradicionais.
A nova CBR1000RR Fireblade também é a primeira moto da Honda com motor de quatro cilindros a sair de fábrica com acelerador eletrônico. A tecnologia proporciona maior precisão e sensibilidade nas acelerações.
O novo quadro em alumínio foi remodelado e agora oferece mais eficiência. Na suspensão dianteira, o garfo telescópico é do tipo invertido, com possibilidade de ajustes na pré-carga da mola. Os freios ABS possuem disco duplo na frente e simples atrás, com pinças novas, mais leves.
O motor quatro tempos de quatro cilindros em linha e 999,8cm3 entrega à CBR1000RR Fireblade 192 cv de potência a 13.000 rpm, com torque de 115,9 Nm a 11.000 giros. O propulsor recebeu pistões, comandos de válvulas, tampas e transmissão com especificações superiores para um desempenho otimizado.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia