Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 06 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

direitos da mulher

Notícia da edição impressa de 07/12/2017. Alterada em 06/12 às 21h51min

Legislativo discute assistência a vítimas de violência sexual

A Procuradoria Especial da Mulher da Câmara da Capital vai promover, nesta quinta-feira, um ciclo de palestras sobre assistência a mulheres vítimas de violência sexual. Entre os tópicos abordados estão as questões de direitos humanos, a aplicação da Lei Maria da Penha, a necessidade de acompanhamento psicológico durante e após as denúncias, as estratégias de saúde preventiva da mulher, estresse pós-traumático e direitos reprodutivos - no último caso, abordando a experiência do Hospital Fêmina na realização de abortos legalizados. O evento coincide com a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 181 no Congresso Nacional, que abre precedente para a proibição do aborto, inclusive em casos de estupro, anencefalia e risco de vida para a mulher gestante.
A procuradora da mulher, Comandante Nádia (PMDB), lembra o fato de que muitas mulheres têm medo de denunciar. "Quanto mais informações se levar às vítimas, mais elas podem estar seguras para dizer 'basta'". O evento começa às 8h, e a procuradoria pede a doação de 1kg de alimento para a Casa Viva Maria, que abriga mulheres em condição de risco.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia