Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 06 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

operação cactus

Alterada em 06/12 às 21h50min

Ministério Público investiga irregularidades e improbidade no município de Tunas

O Ministério Público (MP) cumpriu ontem 10 mandados de busca e apreensão no município de Tunas, no Vale do Rio Pardo. Chamada de Operação Cactus, a ação investiga irregularidades na prefeitura. Empresas de propriedade do prefeito, operadas por "laranjas", mantém contratos com a municipalidade, cujos valores atingem a quantia aproximada de R$ 4 milhões. Também são investigadas na operação possíveis irregularidades no uso de veículos e servidores em obras particulares.
As diligências contaram com o apoio da Promotoria de Justiça de Arroio do Tigre (que investiga os mesmos fatos no âmbito da improbidade administrativa), da Brigada Militar e de auditores do Tribunal de Contas do Estado, e foi realizada pela Procuradoria de Prefeitos e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia