Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 05 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Assembleia Legislativa

Notícia da edição impressa de 06/12/2017. Alterada em 05/12 às 21h28min

Deputados podem votar peça orçamentária nesta quarta-feira

Edegar Pretto disse que votação do orçamento depende de acordo do colegiado de líderes

Edegar Pretto disse que votação do orçamento depende de acordo do colegiado de líderes


VINICIUS REIS/AGÊNCIA ALRS/JC
Marcus Meneghetti
Depois de se reunirem na sala da presidência da Assembleia Legislativa ontem de manhã, os líderes das bancadas decidiram realizar duas sessões deliberativas nesta semana: uma delas aconteceu ontem,  quando foram aprovados 14 das 16 matérias incluídas na ordem do dia; e a outra acontece hoje à tarde, quando vão à votação os dois projetos pendentes, além de outros que serão escolhidos em nova reunião de líderes. No mesmo encontro, os parlamentares resolveram suspender a sessão da próxima terça-feira, por conta do jogo do Grêmio na semifinal do Mundial de Clubes. 
O presidente da Casa, deputado estadual Edegar Pretto (PT), não descartou que vá hoje ao plenário o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA). Apesar de a Constituição Estadual prever que o governador deve sancionar a LOA até 30 de novembro, a base governista na Assembleia pediu, na semana passada, para que o texto fosse apreciado depois do prazo constitucional. 
"Como a matéria não foi votada na sessão passada, porque o governo decidiu assim, abri a reunião de líderes hoje (ontem) dizendo que esta casa está pronta para votar a LOA. Para isso, basta termos uma decisão da maioria das bancadas governistas no colégio de líderes amanhã (hoje). Tem possibilidade de ser votada nesta quarta", disse o deputado Pretto.
As duas matérias que não foram ao plenário ontem - por falta de quórum - também tratam do Orçamento do Estado. O Projeto de Lei nº 161/2017 faz alterações no Plano Plurianual para o quadriênio 2016/2019, realocando recursos que seriam destinado às fundações, autarquias e companhias extintas. O projeto de decreto parlamentar proposto pela Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle da casa aprova a prestação de contas do Estado para o exercício financeiro de 2014.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia