Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 04 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Crise Diplomática

Notícia da edição impressa de 05/12/2017. Alterada em 04/12 às 22h43min

EUA e Coreia do Sul iniciam exercício militar conjunto

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul iniciaram ontem um exercício conjunto com a participação de milhares de militares, em um ato que a Coreia do Norte disse deixar a região "à beira de uma guerra nuclear". A China e a Rússia pediram para que a ação, que acontece todos os anos, fosse cancelada, mas Seul e Washington decidiram manter o exercício, que contará com 230 aeronaves e mais de 12 mil militares norte-americanos.
A ação acontece menos de uma semana depois de um novo teste de um míssil norte-coreano. O exercício seguirá até sexta-feira.
Durante o fim de semana, o jornal estatal norte-coreano criticou as manobras. "É uma provocação aberta, em todos os níveis, contra a Coreia do Norte, e deixa a região à beira de uma guerra nuclear", afirmou a publicação. "Os belicistas norte-americanos e sua marionete sul-coreana fariam bem em recordar que seu exercício militar dirigido contra a Coreia do Norte será tão estúpido como um ato que precipita sua autodestruição", completou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia