Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 05 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

futebol

Alterada em 05/12 às 21h02min

Federação Peruana diz que Fifa estendeu suspensão de Guerrero por 20 dias

A Fifa pode ainda não ter se pronunciado publicamente sobre o fim da suspensão provisória de Paolo Guerrero por doping, mas nesta terça-feira, o presidente da Federação Peruana de Futebol revelou que a pena do jogador foi ampliada. De acordo com Edwin Oviedo, a entidade decidiu estender em 20 dias a sanção ao atacante do Flamengo.
"Fomos comunicados pela Fifa que a pena vai ser estendida por 20 dias para uma avaliação tomada pela comissão disciplinar. Esperamos que este tempo que estão levando seja para poderem resolver favoravelmente", declarou Oviedo à imprensa peruana.
A punição provisória de 30 dias imposta pela Fifa a Guerrero terminou no início desta semana. Havia a expectativa de que a entidade se manifestasse esta semana sobre o futuro do jogador, mas teria considerado necessário uma análise mais detalhada das provas entregues pela defesa do peruano.
Guerrero desfalcou a seleção peruana nas partidas da repescagem para a Copa diante da Nova Zelândia, que garantiram o país no Mundial da Rússia. E, agora, está impedido de reforçar o Flamengo nas decisões da Copa Sul-Americana, contra o Independiente, nas próximas duas quartas-feiras.
O jogador responde à investigação por ter testado positivo para uso de benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, em exame realizado depois do empate em 0 a 0 entre Argentina e Peru, em Buenos Aires, pela penúltima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa da Rússia de 2018, no dia 5 de outubro.
A principal suspeita era justamente sobre o uso de cocaína, mas o atacante garantiu que esta possibilidade já foi descartada pela entidade, após julgamento realizado na última quinta-feira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia