Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 15 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Mercado Financeiro

15/12/2017 - 19h42min. Alterada em 15/12 às 19h54min

Dólar avança ante rivais com otimismo em torno de plano tributário nos EUA

O otimismo com a reforma tributária nos Estados Unidos fez com que o dólar operasse em alta ante outras moedas principais nesta sexta-feira (15) à medida que congressistas republicanos se aproximam da chance de aprovar um pacote de redução nos impostos.
No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar subia para 112,57 ienes de 112,56 ienes; e o euro recuava para US$ 1,1758, de US$ 1,1822.
A moeda americana foi apoiada por sinais de progresso nos esforços de revisão tributária que o Partido Republicano deseja aprovar, após os líderes da sigla cederem a um pedido do senador Marco Rubio (Flórida) quanto ao crédito para crianças de famílias de baixa renda. Com isso, um dos últimos grandes obstáculos para passar o plano na Câmara e no Senado na próxima semana foi destravado nesta sexta-feira.
Nesta semana, o dólar foi apoiado por dados sólidos da economia americana, como vendas no varejo e pedidos de auxílio-desemprego. No entanto, na quarta-feira, a moeda apresentou fraqueza diante de um resultado abaixo do esperado do núcleo do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) e da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que aumentou as projeções de crescimento dos EUA sem aumento simultâneo das perspectivas para a inflação.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia