Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 04 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Patrimônio

04/12/2017 - 08h49min. Alterada em 04/12 às 10h40min

Prefeitura entrega licença de instalação de obras do Cais Mauá nesta terça

Licença para obras do Cais Mauá deve ser entregue mais de um ano após a liberação da licença prévia

Licença para obras do Cais Mauá deve ser entregue mais de um ano após a liberação da licença prévia


JONATHAN HECKLER/JC
Uma das autorizações mais esperadas nos últimos anos será entregue nesta terça-feira (5) pela prefeitura de Porto Alegre. Trata-se da Licença de Instalação (LI) para dar a largada nas obras da revitalização do Cais Mauá, uma das áreas mais valorizadas da Capital.
A área do porto não operacional, onde ficam antigos armazéns portuários, terá restauração na primeira fase e depois implantação de empreendimentos imobiliários, como shopping center e torres comerciais e de um hotel. O investimento é estimado em R$ 500 milhões. A concessão foi definida em 2010.
A licença sai mais de um ano depois da emissão da licença prévia ser entregue ao grupo que venceu a concessão, o consórcio Cais Mauá do Brasil S.A. A prefeitura divulgou que o ato de entrega da LI será no Pórtico Central do Cais Mauá, a partir das 10h30.
O consórcio informa que serão criadas mais 10 novas praças de lazer para diferentes usos e mais de 11 mil metros quadrados de áreas verdes. A construção, manutenção e restauração do local compreendem os 3,2 quilômetros de extensão, localizados entre a Estação Rodoviária e a Usina do Gasômetro. Os armazéns revitalizados serão destinados à gastronomia, com bares e restaurantes, lojas, estabelecimentos culturais e prédios comerciais.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia