Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 03 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

energia

Alterada em 03/12 às 12h52min

Itaipu gera 8,8 milhões de MWh em novembro, recorde histórico para o mês

A usina produziu 535 mil a mais do que o recorde anterior de novembro, registrado em 2016

A usina produziu 535 mil a mais do que o recorde anterior de novembro, registrado em 2016


ALEXANDRE MARCHETTI/ITAIPU BINACIONAL/DIVULGAÇÃO/JC
A geração de energia pela usina hidrelétrica de Itaipu em novembro foi a maior para o mês na história. Em todo o mês, Itaipu gerou 8,836 milhões de megawatts-hora (MWh), 535 mil a mais do que o recorde anterior de novembro, registrado em 2016.
Em nota, o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, considerou que o resultado é importante porque contribui para a geração de energia no Brasil num momento em que a situação de chuvas é desfavorável em regiões onde se localizam grande número de hidrelétricas, como o Sudeste.
"Com o resultado de novembro, Itaipu contribui com o setor elétrico brasileiro, num momento de extrema dificuldade, tendo em vista que o País vive, este ano, aquela que é considerada a pior estiagem de sua história", disse o executivo.
Na Região Sul, no entanto, tem chovido acima da média. No caso do Estado do Paraná, as chuvas localizadas estão permitindo que Itaipu opere com o reservatório dentro da faixa de normalidade, conforme informou a usina.
A produção acumulada de Itaipu neste ano até novembro chega a 86,631 milhões de megawatts-hora, ante 96,631 milhões de MWh no mesmo período de 2016. Itaipu afirma, no entanto, que o ano passado foi excepcional, com condições que permitiram produzir a maior geração de sua história.
Este ano, a expectativa é de que Itaipu deverá ter a quarta ou quinta melhor produção desde que passou a gerar energia, em 1984.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia