Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 01 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Consumo

01/12/2017 - 09h37min. Alterada em 01/12 às 09h38min

Consumo das famílias cresceu 1,2% no 3º trimestre ante 2º trimestre, diz IBGE

O consumo das famílias subiu 1,2% no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre deste ano, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (1) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com o terceiro trimestre de 2016, o consumo das famílias mostrou alta de 2,2%.
O consumo do governo, por sua vez, caiu 0,2% no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre deste ano. Já na comparação com o terceiro trimestre de 2016, o consumo do governo apresentou queda de 0,6%.
O IBGE revisou a variação do Produto Interno Bruto do segundo trimestre ante o primeiro deste ano. A taxa passou de 0,2% para 0,7%.
O órgão ainda revisou o resultado do PIB do primeiro trimestre de 2017 ante o quarto trimestre de 2016, que passou de 1,0% para 1,3%.
A taxa do quarto trimestre do ano passado ante o terceiro trimestre saiu de -0,5% para -0,7%.
O resultado do terceiro trimestre de 2016 ante o segundo trimestre de 2016 passou de -0,6% para -0,5%; e a taxa do segundo trimestre de 2016 ante o primeiro trimestre daquele ano saiu de -0,4% para -0,6%. O PIB do primeiro trimestre de 2016 ante o quarto trimestre de 2015 passou de -1,0% para -0,7%.
O PIB do ano de 2016 foi revisto de uma queda de 3,6% para recuo de 3,5%.
O IBGE divulgou também as revisões na comparação com igual trimestre do ano anterior. O PIB do segundo trimestre de 2017 ante o mesmo trimestre do ano anterior foi revisto de 0,3% para 0,4%; o resultado do primeiro trimestre de 2017 saiu de -0,4% para 0,0%; a taxa do quarto trimestre de 2016 manteve-se em -2,5%; o PIB do terceiro trimestre do ano passado passou de -2,9% para -2,7%; o resultado do segundo trimestre de 2016 saiu de -3,6% para -3,4%; enquanto o PIB do primeiro trimestre de 2016 saiu de -5,4% para -5,2%.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia