Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 03 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Energia

Notícia da edição impressa de 04/01/2018. Alterada em 03/01 às 18h06min

IFC financia acesso a equipamentos eficientes

A IFC, membro do Banco Mundial, está emprestando US$ 60 milhões à Société Générale Equipment Finance S.A. Arrendamento Mercantil (SGEF Brasil), O financiamento em reais, em valor equivalente a US$ 60 milhões, auxiliará as empresas brasileiras na substituição de suas máquinas, equipamentos ou veículos antigos por novas tecnologias, mais eficientes no consumo de energia e menos nocivas ao meio ambiente. Esta linha de financiamento da IFC ajudará empresas brasileiras a crescerem de modo sustentável e reduzirem suas emissões de carbono.
O investimento da IFC, ao aumentar a disponibilidade de equipamentos eficientes no consumo de energia - como empilhadeiras elétricas, sistemas de iluminação eficientes ou veículos híbridos -, deverá ajudar a reduzir as emissões de gases do efeito estufa em 220.000 toneladas de CO2 por ano, o que equivale à retirada de 47 mil carros das ruas.
"Estamos muito orgulhosos com a nossa parceria com a IFC para ajudar as empresas brasileiras a expandirem seus negócios de maneira sustentável. A luta contra o aquecimento global é um desafio em que o Société Générale está 100% comprometido", disse Jochen Jemlich, CEO da Société Générale Equipment Finance.
O combate à mudança climática está entre as prioridades do Brasil, que há muito já se comprometeu a reduzir, voluntariamente, as suas emissões. Para que consiga cumprir suas metas, o País precisa melhorar a estrutura de financiamento para as adaptações necessárias e os esforços para mitigar a mudança climática. A modalidade leasing permitirá que as empresas tenham acesso a equipamentos eficientes no consumo de energia ao mesmo tempo em que ganham um prazo maior para pagamento.
"Trata-se do primeiro empréstimo da IFC para uma empresa de leasing no Brasil, e também o primeiro a uma subsidiária do Grupo Société Générale Equipment Finance," disse Marcelo Castellanos, executivo da IFC responsável pelo Grupo de Instituições Financeiras na América Latina e no Caribe. "É um grande prazer estabelecer esta nova parceria com a SGEF Brasil e apoiá-la no desenvolvimento do setor de energia eficiente no País. Esperamos que este investimento ajude a aumentar a confiança do mercado no segmento brasileiro de leasing."
Desde 2005, a IFC já investiu US$ 1,7 bilhões em projetos relacionados ao clima no Brasil, além de aproximadamente
US$ 30 bilhões em todo mundo, em projetos de financiamento de longo prazo em energia renovável, eficiência energética, agricultura sustentável, construções verdes e na adaptação do setor privado à mudança climática. A IFC fechou o ano fiscal de 2017 com US$ 4,8 bilhões em investimentos globais relacionados ao clima, englobando 95 projetos em 43 países.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia