Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Espanha

Notícia da edição impressa de 14/11/2017. Alterada em 13/11 às 22h32min

Madri diz que há campanha de desinformação na Catalunha

A ministra de Defesa da Espanha, Maria Dolores de Cospedal, afirmou que o governo central de Madri está analisando quem estaria por trás de uma campanha de desinformação na região da Catalunha em meio a suspeitas de que Rússia e Venezuela poderiam estar envolvidas.
Cospedal afirmou a repórteres em Bruxelas, capital da Bélgica, que "muitas das ações vêm do território russo", mas que ainda não é possível determinar exatamente qual é a origem da campanha. Ela afirmou, também, que alguns conteúdos vêm "do território venezuelano".
A ministra espanhola se recusou a dizer o impacto que a desinformação pode ter nas eleições regionais de 21 de setembro na Catalunha, ou o quão grande é, de fato, a campanha de notícias falsas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia