Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Relações Diplomáticas

Notícia da edição impressa de 10/11/2017. Alterada em 09/11 às 23h04min

Trump pede à China cooperação contra 'ameaça' da Coreia do Norte

O presidente dos EUA, Donald Trump, aproveitou o encontro desta quinta-feira com seu homólogo chinês, Xi Jinping, para pressionar o país asiático a redobrar os esforços para controlar a "ameaça" norte-coreana. Em tom amigável, Trump afirmou que Pequim pode solucionar "fácil e rapidamente" os problemas relacionados a armas nucleares em Pyongyang, já que os chineses são parceiros diplomáticos da Coreia do Norte. Xi disse concordar que o país vizinho precisa eliminar seu arsenal nuclear e afirmou que os EUA e a China devem pleitear sanções do Conselho de Segurança da ONU contra Pyongyang. O líder chinês, porém, não anunciou nenhuma medida concreta para frear os avanços belicistas da Coreia do Norte.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia