Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 02 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

Notícia da edição impressa de 03/11/2017. Alterada em 02/11 às 20h51min

Fim de semana terá instabilidade e clima mais ameno

Diferentemente do registrado na quinta e previsto para esta sexta-feira, o sábado e o domingo terão queda nas temperaturas em Porto Alegre, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. O arrefecimento ocorrerá em função da instabilidade prevista tanto para sexta-feira quanto para sábado. A tendência é de pancadas de chuva e trovoadas. Já no domingo, o tempo volta a firmar.
Nesta sexta-feira, há possibilidade de chuva forte no Estado, com queda de granizo em áreas isoladas das regiões Sul e Oeste, com rajadas de vento de 40 a 60 km/h. As marcas ficarão entre 8 e 31 graus. Na Capital, pode haver chuva e trovoadas isoladas. A mínima será de 18, e a máxima, de 30 graus.
A tendência de instabilidade se mantém no sábado, mas com menos intensidade. Não há previsão de chuva forte, mas ainda deve haver pancadas e trovoadas em todo o Rio Grande do Sul. A temperatura será de 12 a 28 graus no Estado e de 19 a 26 graus em Porto Alegre.
No sábado, a chuva para, e o céu deve ficar apenas nublado. Em nível estadual, a mínima será menor, de 9 graus. A máxima, por outro lado, será maior, com 31 graus. Na Capital, haverá ligeiro declínio na temperatura, girando entre 17 e 23 graus. No domingo, pode chover em áreas isoladas do Norte. O termômetro deve marcar temperaturas variando entre 8 a 31 graus no Rio Grande do Sul e entre 14 a 24 graus em Porto Alegre.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia