Dirigentes de sindicatos, empresas, prefeituras e universidades estão engajados no desenvolvimento da região de forma conjunta Dirigentes de sindicatos, empresas, prefeituras e universidades estão engajados no desenvolvimento da região de forma conjunta Foto: SEBRAERS/DIVULGAÇÃO/JC

Sebrae-RS aposta no desenvolvimento das regiões da Campanha, Fronteiras Oeste e Sul

Comitê local dará continuidade a projeto que desenvolverá, inicialmente, vitivinicultura e turismo no Rio Grande do Sul

Com uma proposta de desenvolvimento de território, em 2015 o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul (Sebrae-RS) iniciou o Programa Lider – Liderança para o Desenvolvimento Regional, que engloba o diagnóstico e capacitações focadas no empreendedorismo em 43 municípios das regiões da Campanha, Fronteira Oeste e Sul do Estado. Em 2017 foi a vez de a entidade passar a bola da gestão para um comitê de governança, que irá conduzir as atividades entre os principais agentes do mercado local – sindicatos, empresas, prefeituras e universidades. O pontapé inicial para esta nova etapa fora dado durante evento em Bagé, nos dias 13 e 14 de novembro.
A iniciativa é pioneira e um projeto-piloto do Rio Grande do Sul, que está sendo aperfeiçoado para ser aplicado em outras regiões do Brasil e do próprio estado. O investimento até agora fora de R$ 2 milhões pela entidade. “Essa região é talvez uma das mais promissoras para o futuro do Rio Grande do Sul. Daqui nasceu o estado, sua a história, a cultura e a tradição”, reforça Derly Fialho, Diretor-Superintendente do Sebrae-RS. “Tenho certeza que há muitas instituições pelo mundo afora interessadas neste território, basta que ele se apresente mais e revele as suas potencialidades”, alinhava.
Para tanto, o programa Líder inicia direcionado à ascensão da cadeia produtiva do vinho na Campanha gaúcha – com realização de 2018 a 2022 – e da difusão do turismo local, setor atualmente pouco explorado nos lados de lá. Estas estratégias foram firmadas a partir de pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa de Mercado da Unisinos, que analisou o potencial turístico do Pampa e a percepção de turistas sobre o estado.
Derly destaca a importância de que os municípios ajam de forma conjunta para fortalecer o ambiente empreendedor e, por consequência, impactar o crescimento de seus negócios e do território. Os municípios poderão contar, ainda, com o Observatório para o Desenvolvimento Territorial, ferramenta on-line criada para amparar os empreendedores e agentes públicos com informações atualizadas sobre a região – que podem servir de ferramenta para guiar seus próximos passos e a criação de políticas públicas.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Artigos relacionados
Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio