Porto Alegre, sexta-feira, 10 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Sartori busca em Brasília solução para contas públicas gaúchas

Em visita a Brasília na última quarta-feira (8), o governador José Ivo Sartori (e) entregou ao presidente Michel Temer (c) o pré-acordo para a adesão do Rio Grande do Sul ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF). As negociações já duram meses, mas - conforme o Executivo gaúcho - o encontro foi considerado um avanço, já que o documento entregue no Palácio do Planalto explica ponto a ponto as medidas tomadas pelo Estado para aliviar a crise financeira. Ainda assim, Sartori não respondeu à imprensa sobre uma evolução concreta obtida no encontro: "De concreto é que fui bem recebido", disse. A principal vantagem da adesão é que o governo gaúcho ficaria três anos sem pagar a parcela da dívida com a União, com a possibilidade de prorrogar o benefício por mais três anos. Considerando apenas os três primeiros anos (2018-2020) de carência, cerca de R$ 11,3 bilhões deixariam de sair dos cofres públicos, segundo cálculos da Secretaria da Fazenda.
 

FOTO LUIZ CHAVES/PALÁCIO PIRATINI/JC