Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 12 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 12/11 às 22h01min

Ponte Preta empata com o Coritiba e segue na zona de rebaixamento do Brasileirão

A Ponte Preta continua com seu drama na luta contra o rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Apesar de sair na frente, o time de Campinas manteve o retrospecto ruim como visitante e empatou contra o Coritiba por 1 a 1, neste domingo, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, pela 34.ª rodada da competição.
Embora tenha tropeçado em casa, o time paranaense manteve uma distância segura para a zona de rebaixamento. Agora, soma 40 pontos e está em 15.º. São quatro a mais do que o Sport, com 36, primeiro clube na zona de degola. De quebra, aumentou para seis a sua invencibilidade, com três vitórias e três empates.
Assim como o Sport, a Ponte Preta soma 36 pontos, mas está na 18.ª colocação por ter saldo pior: -12 a -11. E o ponto conquistado fora também não é motivo de comemoração. Afinal, o clube segue como pior visitante do Brasileirão, com nove pontos somados.
O primeiro tempo foi marcado por poucas finalizações e dois times cautelosos. A Ponte Preta demorou a se encontrar em campo, enquanto o Coritiba não exerceu a pressão esperada para um mandante.
Uma das raras chances de gol aconteceu ainda no início do jogo. Aos nove minutos, o atacante Henrique Almeida escapou na costas do zagueiro Rodrigo, cruzou para a área e o atacante Rildo se esticou todo, mas não conseguiu alcançar.
A segunda etapa foi mais movimentada e ganhou emoção aos 19 minutos, quando os paulistas abriram o placar. Em cobrança de escanteio, o atacante Lucca mandou na área e o atacante Léo Gamalho cabeceou forte, no canto esquerdo do goleiro Wilson, sem chances de defesa.
Mas a festa dos visitantes durou pouco. Aos 21 minutos, o Coritiba chegou ao empate em uma trapalhada defensiva adversária. Após bate-rebate, o zagueiro Yago tentou cortar e chutou em cima do meia Yan. A bola bateu no jogador e entrou mansamente no canto direito do goleiro Aranha.
Depois do empate, o jogo ficou dramático. Os dois times lutaram em busca do segundo gol, mas pecaram na pontaria. A melhor chance foi para a Ponte Preta, aos 33 minutos. Lucca foi lançado pela direita, invadiu a área sozinho e bateu cruzado. A bola tirou tinta da trave direita de Wilson.
Na próxima quinta-feira, às 21 horas, o Coritiba recebe o Flamengo, no estádio Couto Pereira, em Curitiba. Já a Ponte Preta joga contra o Atlético-PR, na quarta, às 17 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia