Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 14 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 14/11 às 17h28min

Ouro fecha em alta, apoiado por dólar mais fraco

O contrato futuro de ouro fechou em alta pela segunda sessão consecutiva nesta terça-feira, apoiado por um dólar mais fraco, após o índice DXY, que mede a moeda americana contra outras seis divisas principais, atingir o menor nível em quase três semanas.
Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato de ouro para entrega em dezembro avançou 0,31%, a US$ 1.282,90 por onça-troy.
O ouro fez movimentos modestos nesta terça-feira. No início do dia, o metal precioso operou em baixa, após o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) subir 0,4% em outubro ante o mês anterior, o que ajuda a justificar um novo aperto monetário no futuro. No entanto, os preços do ouro encontraram apoio na fraqueza do dólar, que foi pressionado pelas incertezas em torno da reforma tributária nos Estados Unidos.
Comentários do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) de Atlanta, Raphael Bostic, também ajudaram o dólar a se enfraquecer. Para ele, a mudança no sistema tributário americano pode acarretar em problemas para a economia dos EUA. 
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia