Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 12 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Carlos Pires de Miranda

Gastronomia

Notícia da edição impressa de 10/11/2017. Alterada em 12/11 às 09h14min

Um craque na tevê

FOOD NETWORK/DIVULGAÇÃO/JC
Conheci o trabalho de Emmanuel Bassoleil quando este comandava o Roanne, em São Paulo, nos anos 1990. Um currículo invejável, iniciado na França, desenvolvido mundo afora e consolidado no Brasil, onde hoje é responsável pela gastronomia do Skye, restaurante do Hotel Unique. No dia 22 deste mês, ele irá estrear Um Dia de Chef, no canal Food Network, prometendo ensinar iniciantes a preparar pratos dignos de restaurantes. A receita a seguir é uma boa amostra do que propõe.

Salmão no vinagrete ao mel

Ingredientes (quatro porções):
  • 4 filés de salmão (180g cada)
  • sem pele
  • sal e pimenta-do-reino branca
  • 5 colheres (sopa) de azeite
  • extravirgem
  • 100g de cebola roxa picada
  • 5 colheres (sopa) de mel
  • 150g de cogumelos shiitake em cubos
  • 3 colheres (sopa) de purê de tomate
  • 300 ml de caldo de peixe
  • 1 colher (sopa) de vinagre de framboesa
Modo de preparar:
1. Temperar filés com sal e pimenta-do-reino branca. Aquecer azeite em uma frigideira antiaderente, adicionar salmão e manter até ficar mal passado e com a superfície levemente tostada.
2. Em uma panela refogar cebola roxa, mel e deixar caramelizar, em fogo baixo, por seis minutos. Reservar.
3. Esquentar um pouco de azeite em outra frigideira e refogar rapidamente os cogumelos. Misturar com cebolas caramelizadas, acrescentar purê de tomate, caldo de peixe, o restante do azeite e vinagre de framboesa.
4. Manter no fogo, sem deixar ferver. Temperar com sal e pimenta-do-reino branca.
5. Distribuir filés de salmão em pratos fundos individuais. Cobrir com o vinagrete e decorar com cebolinha.

O caso do pão 100% integral


fotos CPM/DIVULGAÇÃO/JC
A história começa pela busca, por uma querida leitora de Porto Alegre, de um pão 100% integral. "Não existe", argumentou uma assessora de imprensa daqui, em longo telefonema. Como, em nossa recente escapada a São Paulo, a Andréia achou na rede Le Pain Quotidien vários pães nesse estilo - que, diz, ajudam a manter a forma, sem neuras nem farinha branca -, restou esperar. Afinal, não vivemos no fim do mundo.
Pois entre algumas pessoas que se manifestaram, desgostosas por acharem que, sim, o Rio Grande virou o fim do mundo, uma mensagem lançou luzes sobre a questão: "Aqui no Alecrim, além de comida saudável, fazemos pão 100% integral", afiançava categórica a missivista, "podem conferir". Fomos.
O almoço era em bufê, reunia gente simpática, legumes novinhos, folhosas fresquíssimas (veja o prato do colunista), oito pratos quentes, como entrecôte e filés de linguado, frutas com iogurte, tudo por saudáveis R$ 28,50 - aos sábados, R$ 34,50. Na hora de pagar, cadê o pão? "Sai sempre às 17h30min", explicaram no caixa.
Valeu a pena voltar: um lindo pão 100% integral, macio e saboroso, cuja metade foi devorada no percurso entre o Anchieta e nossa casa, custou R$ 11,00 e gratificou a família inteira - inclusive a mim e ao nosso filho, que somos fãs de baguetes clarinhas e crocantes.
Sim, o tal pão 100% integral existe, pode ser delicioso. E dessa o Rio Grande está salvo.
Alecrim: https://m.facebook.com/alecrimsaboresaude

Via e-mail


CPM/DIVULGAÇÃO/JC
  • Tutto Riso já comemora seus 15 anos! Com novidades: os risotos, servidos em porções duplas nas panelas Le Creuset, agora podem ser pedidos empratados, respeitando a preferência de cada comensal. Mais: dia 18, sábado, no almoço e no jantar, os clientes serão recepcionados com uma taça de espumante, e o irresistível couvert da casa será cortesia. Rua Dinarte Ribeiro, 116. Reservas: (51) 3222-1934.
  • Ratskeller diversifica: vai agregar à sua elogiada cozinha uma programação de shows. Na próxima terça-feira, jantar com música ao vivo - jazz e bossa nova - e pista de dança, a partir das 20h. Menu e outras informações: facebook.com/ratskeller.
  • Temos duas máquinas de café em casa, uma faz venda de cápsulas em supermercado; a Nespresso, não. Desta, ou se encomenda, ou vai-se na única revenda da cidade, no Iguatemi. Então cápsulas compatíveis tornam-se bem-vindas, embora a qualidade às vezes seja duvidosa.
  • Pois vêm a calhar cápsulas de alumínio que, agora, a francesa L'OR está trazendo ao Rio Grande. Já havíamos experimentado o Ristretto 11 em São Paulo, a qualidade é acima da média. A linha tem também cafés moído ou solúvel.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia