Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de outubro de 2017. Atualizado às 09h11.

Jornal do Comércio

Internacional

CORRIGIR

Estados Unidos

11/10/2017 - 09h01min. Alterada em 11/10 às 09h15min

Sobe para 17 o número de mortes em incêndios na Norte da Califórnia

A área atingida aumentou para 40 mil hectares

A área atingida aumentou para 40 mil hectares


josh edelson/AFP/JC
Agência Brasil
Mesmo com o intenso trabalho das equipes do Departamento de Florestas e Proteção contra Incêndios no Norte da Califórnia, 17 mortes foram confirmadas no último boletim divulgado na noite dessa terça-feira (10), madrugada de hoje (11) no Brasil. A área atingida também aumentou para 40 mil hectares. Os incêndios atingem  gravemente os condados de Napa Valley e Sonoma, a região vinícola californiana - a maior produtora de vinhos do país. 
O número de relatos de pessoas desaparecidas também preocupa o governo do estado. Só em Sonoma County, foram recebidos mais de 200 relatos de pessoas desaparecidas entre domingo (8) e terça-feira. O governo informou ter localizado 45 pessoas, mas o número de pessoas das quais não se tem informações ainda é alto.
O vice-presidente Mike Pence visitou, nessa terça-feira, o Centro de Gestão de Emergências da Califórnia. "Deixe-me dizer que os nossos corações e o de todos os americanos estão com as famílias dos que perderam a vida", afirmou Pence. O balanço de ontem foi negativo para as equipes que tentaram controlar o fogo. Os ventos dificultaram o combate e fizeram com que as labaredas se alastrassem rapidamente, criando novos focos.
A população que teve de sair de casa no domingo - cerca de 20 mil pessoas - continua sob ordem de não regressar às residências.
O fogo avançou para o sudeste da região, onde o incêndio começou. Mais de 1.000 homens continuam trabalhando com o apoio de seis helicópteros da Guarda Nacional, que lançam água para combater o fogo.
A imprensa local informa que nem todas as pessoas teriam conseguido receber os avisos de evacuação obrigatória, que começaram no domingo à noite. Segundo eles, isso pode ter causado mais mortes.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia