A designer Sara Ropke criou um livro e peças para facilitar a comunicação de crianças autistas A designer Sara Ropke criou um livro e peças para facilitar a comunicação de crianças autistas Foto: Roberta Fofonka/Especial/JC

Designer produz peças para facilitar comunicação de crianças autistas

Sara foi motivada pela sobrinha Sofia, que é autista não-verbal

A designer Sara Ropke, 28 anos, não imaginava empreender tão cedo na vida. Aliás, para falar a verdade, sequer imaginara empreender um dia. Foi a partir da afilhada, Sofia, de 4 anos, que a possibilidade a encontrou.
Sofia é autista não-verbal, ou seja, tem dificuldades de se comunicar usando a fala. Parte do tratamento de crianças autistas com esta característica é desenvolver a comunicação com pequenas plaquinhas, conhecidas internacionalmente como Pecs (The Picture Exchange Communication System). Em tradução livre: sistema de comunicação por troca de figuras.
Por influência e ideia da irmã Samara, que é mãe da Sofia, Sara passou a fazer as pecinhas para a afilhada de forma personalizada. "Como autistas têm uma sensibilidade muito aguçada, não poderiam ser peças de papel, um material de manuseio frágil." Com muita pesquisa, ela chegou ao plástico ideal, barato e resistente. A esta altura, a fonoaudióloga de Sofia apresentou o material para outros pais, que também adotaram a ideia. Daí nasceu a Pecinha Comunicação Alternativa e, também, a trajetória empreendedora de Sara.
"Fiz todos os desenhos que ilustram as peças, o que abriu a possibilidade de personalização. Se a criança tem o cabelo loiro, é negra ou usa óculos, só para citar alguns exemplos, a bonequinha ou bonequinho da pecinha vai ter esta característica, para ela se enxergar ali", demonstra.
Hoje, os principais produtos da marca são o álbum, que comporta 43 peças e mais duas réguas de comunicação, a R$ 240,00, e um kit para passeio com as necessidades básicas da criança, como "ir ao banheiro", "estou com sede", "lanchar", "ir embora", que custa R$ 20,00.
Conforme a comunicação da criança vai se desenvolvendo, ela pode montar frases mais complexas, juntando placas distintas, como: "eu quero" " jantar" "pão". Há também uma sequência especial para a criança aprender todos os passos ao usar o banheiro, desde levantar a tampa do vaso até secar as mãos.
"Quem convive consegue entender bem a criança. Esta comunicação facilita para usar fora, como na escola ou com outras pessoas", explica. A pasta é subdividida em páginas com pecinhas que contemplam ações, sentimentos, lugares, objetos, pessoas e alimentos. E os pais podem fazer pedidos específicos de acordo com as preferências da criança. Para o futuro, Sara espera poder aumentar o rol de produtos, "para ajudar ainda mais crianças".
Compartilhe
Comentários ( 2 )
  1. Sabrina

    Linda iniciativa e projeto espetacular Sara. Beijo

  2. Sabrina

    Ol sou prima da Sara e da Samara e fiquei encantada com a iniciativa da Sara em ajudar a Sofia e com isso muitas outras crianas sero alcanadas e podero ter um desenvolvimento maior com a ajuda do livro e o mais importante a comunicao. Parabns Sara que Deus abenoe grandemente beij

Artigos relacionados
Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio