Porto Alegre, quinta-feira, 12 de outubro de 2017. Atualizado às 19h21.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Futebol dos Estados Unidos perde vaga na Copa e dezenas de milhões de dólares

Derrotada por 2 a 1 para Trinidad e Tobago na última terça-feira (10), na cidade de Couva, a seleção dos Estados Unidos deu adeus ao sonho de disputar a Copa do Mundo da Rússia. O time formado por Michael Bradley (à esquerda) and Christian Pulisic (direita), encerrou o hexagonal final na quinta colocação, atrás de México, Costa Rica, Panamá e Honduras. Os EUA vinham marcando presença em mundiais desde 1990. Uma reportagem da National Public Radio (NPR) destacou o tamanho do prejuízo para o futebol norte-americano: a seleção perderá US$ 12 milhões em premiação e muitas outras dezenas de milhares de dólares em patrocínios e direitos de transmissão. A audiência da Copa 2018 deverá cair no país e a Fox Sports pode ficar no prejuízo, já que pagou US$ 425 milhões pelos direitos de transmissão dos próximos dois mundiais. A eliminação é ruim também para Rússia: em 2014, os turistas norte-americanos foram os maiores compradores de ingressos para a Copa no Brasil.
 

FOTO Ashley Allen/Getty Images/AFP/JC