Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 12 de outubro de 2017. Atualizado às 00h01.

Jornal do Comércio

Esportes

CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 12/10 às 00h03min

Acuado, São Paulo joga mal e perde para o Atlético-MG por 1 a 0 em Belo Horizonte

O São Paulo foi completamente dominado pelo Atlético Mineiro e perdeu por 1 a 0, nesta quarta-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Agora depende de seus rivais diretos na tabela de classificação para não voltar à zona de rebaixamento ainda neste meio de semana.
Derrotado com gol do lateral-esquerdo Fábio Santos em cobrança de pênalti no segundo tempo, o São Paulo sofreu em campo. O Atlético Mineiro teve pelo menos mais três chances claras de gol que pararam no goleiro Sidão, o melhor em campo pelo time tricolor.
Errando no posicionamento, nos passes e na marcação, o São Paulo só conseguiu fazer pressão no jogo nos 10 minutos finais, mas pecando nas finalizações. O resultado mantém o time na 14.ª colocação com 31 pontos, apenas um à frente do Sport, o primeiro na zona de rebaixamento. Se o time pernambucano vencer e Fluminense e Ponte Preta ao menos empatarem nesta quinta-feira, o time volta à 17.ª posição.
O São Paulo mal conseguiu passar do meio de campo nos primeiros 10 minutos de jogo e se viu dominado na maior parte da primeira metade de jogo. O Atlético Mineiro insistia nas jogadas pelas laterais e criou boas oportunidades com Valdívia e Cazares. Robinho, de frente para Sidão, perdeu a primeira chance real de abrir o placar a favor dos mineiros. Foi parado no goleiro e, no rebote, Fred se desequilibrou e chutou para fora.
Aos 16 minutos, depois de cruzamento na área, Felipe Santana fez o desvio e Sidão defendeu. O zagueiro tentou aproveitar o rebote, mas parou novamente nas mãos do goleiro, muito perto da linha da meta. O time mineiro pediu gol, mas a arbitragem não confirmou.
Bem posicionado, Robinho era o principal articulador das jogadas ofensivas do Atlético Mineiro. De fora da área, Valdívia tentou, mas Sidão pulou para pegar, na terceira boa defesa do goleiro são-paulino no primeiro tempo.
No início da segunda etapa, Bruno Alves fez pênalti em Valdívia e Fábio Santos converteu, aos 6 minutos. Nem a pressão de estar atrás no placar fez o São Paulo acordar no jogo. Apático, teve duas únicas oportunidades de gol em cabeçadas de Lucas Pratto. O Atlético Mineiro continuou pressionando e só não ampliou o placar por causa das boas defesas de Sidão, que fechou a meta tricolor.
Nos 15 minutos finais, o Atlético Mineiro resolveu se fechou, tentando segurar o placar, e o São Paulo ganhou espaço. Tornou-se mais ofensivo, mas não conseguiu ser efetivo nas infiltrações. Em lançamentos pelas laterais, o time paulista tentava entrar na área atleticana, mas não conseguiu finalizar,
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia