Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 12 de outubro de 2017. Atualizado às 00h01.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

11/10/2017 - 23h58min. Alterada em 12/10 às 00h02min

Sem criar boas chances, Grêmio perde para o Cruzeiro na Arena

Grêmio perdeu para o Cruzeiro em partida disputada na noite desta quarta-feira na Arena

Grêmio perdeu para o Cruzeiro em partida disputada na noite desta quarta-feira na Arena


Lucas Uebe/Grêmio FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
Folhapress
No encontro dos 'Reis da Copa do Brasil', melhor para o mais recente campeão do torneio. O Cruzeiro venceu o Grêmio por 1 a 0 nesta quarta-feira (11), em Porto Alegre, e pulou para o segundo lugar na tabela do Brasileiro. O jogo, válido pela 27ª rodada, não foi bom. Mas dentro do ritmo pesado, o time de Belo Horizonte foi mais competente.
Os dois times entraram em campo pensando no futuro. O Grêmio com os olhos no dia 25 de outubro, quando joga a primeira partida da semifinal da Copa Libertadores, e o Cruzeiro já projetando a próxima temporada. Esse cenário influenciou no nível do jogo.
Se a partida era um teste, o Grêmio reprovou. Com Jailson à frente da defesa e uma linha de quatro montada no meio -Fernandinho, Arthur, Jean Pyerre e Arroyo, o time tricolor até teve controle, mas outra vez foi inócuo ofensivamente.
Sem criar boas chances, o Grêmio sobreviveu na base da individualidade para gerar poucos sustos ao Cruzeiro. O ritmo dos mineiros também não foi bom. Dono da primeira conclusão com mais perigo, o time visitante se viu envolvido em uma atuação lenta e com cara de pré-temporada. A falta de intensidade foi quebrada por momentos pontuais de Alisson. 
Liberado para tratar um problema de saúde em São Paulo, Mano Menezes não comandou o Cruzeiro à beira do gramado pela segunda vez seguida - já havia desfalcado o time contra a Ponte Preta. Nesta quarta, contudo, o treinador foi ao estádio do Grêmio e assistiu a partida in loco.
Já na segunda etapa, Thiago Neves executou um lance que destoou da falta de criatividade do restante da partida. Aos 23 minutos, o meia tirou da cartola um passe perfeito que deixou Rafael Sóbis na cara do gol. O atacante aproveitou a assistência e marcou o único tento do confronto.
A vice-liderança do Cruzeiro é resultado dos dois jogos a mais em relação ao Santos -que iniciou a rodada logo abaixo do Corinthians.
Ambos os times estão com 47 pontos, mas a equipe mineira leva vantagem nos critérios de desempate. O Santos entra em campo nesta quinta-feira, às 17h (Brasília), diante da Ponte Preta em Campinas, e pode se isolar como segundo colocado.
Já o Grêmio estaciona nos 46 pontos e cai pelo menos uma posição. O Palmeiras, que recebe o Bahia na quinta-feira (5), pode ultrapassar o time tricolor e derrubar mais ainda a equipe gaúcha.
Grêmio 0 x 1 Cruzeiro
Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jailson, Arthur (Beto da Silva), Fernandinho, Jean Pyerre (Patrick) e Michael Arroyo (Everton); Lucas Barrios. Técnico: Renato Portaluppi.
Rafael; Ezequiel, Digão, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson, Henrique, Rafinha e Thiago Neves; Alisson (Rafael Marques) e Rafael Sóbis (Élber). Técnico: Sidnei Lobo (auxiliar técnico).
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia