Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 10 de outubro de 2017. Atualizado às 23h31.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

notas

Notícia da edição impressa de 11/10/2017. Alterada em 10/10 às 21h19min

Notas

Copa da Rússia - Mais duas seleções europeias garantiram vaga no Mundial de 2018. Nesta terça-feira, Portugal venceu a Suíça por 2 a 0 e se garantiu no torneio. O mesmo ocorreu com a França, que bateu Belarus por 2 a 1. Já a Holanda, mesmo vencendo a Suécia por 2 a 0, está fora da competição.
Copa da Rússia 2 - A Fifa informou que tem 2 milhões de pedidos de ingressos no período de vendas pela internet - o prazo termina nesta quinta-feira. A Rússia é o país que mais procura entradas, seguidos por México, EUA, Argentina, China, Colômbia, Israel, Egito e Brasil.
Sub-17 - O Brasil obteve a segunda vitória no Mundial da categoria ao bater a Coreia do Norte por 2 a 0, nesta terça-feira, na Índia, em jogo válido pelo Grupo D. Os gols foram marcados por Lincoln, do Flamengo, e por Paulinho, do Vasco.
COB - Em meio à crise pela prisão de Carlos Arthur Nuzman, o general Augusto Heleno pediu demissão do Comitê Olímpico do Brasil (COB). Ex-comandante de tropas do País no Haiti, Heleno atuava no comitê como diretor do Instituto Olímpico e do departamento de Comunicação e Educação Corporativa da entidade.
Nuzman - A defesa do ex-presidente do COB ingressou na madrugada desta terça-feira com novo pedido de habeas corpus, em caráter liminar, pedindo a liberdade imediata do dirigente. No documento, os advogados rechaçam qualquer participação de Nuzman em esquemas ilícitos ligados à realização dos Jogos no Rio. Na noite de segunda-feira, o cartola teve sua prisão temporária convertida em prisão sem prazo determinado.
Boxe - Mais um caso de corrupção no esporte. Desta vez, o alvo das investigações é o presidente da Associação Internacional de Boxe, Wu Ching-kuo, suspenso por suposta má gestão. Wu controla a entidade do boxe olímpico desde 2006 e foi candidato à presidência do Comitê Olímpico Internacional em 2013, quando perdeu para Thomas Bach.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia