Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de outubro de 2017. Atualizado às 14h41.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura internacional

Alterada em 11/10 às 14h42min

Presidente do Eurogrupo anuncia saída da política holandesa

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, anunciou que está deixando a política holandesa e que irá desistir do assento do Partido Trabalhista em uma carta divulgada nas redes sociais nesta quarta-feira. Djsselbloem anunciou que irá se afastar do cargo de ministro das Finanças em 25 de outubro, após ter ocupado o posto por cinco anos, além de ter ficado 17 anos como membro do Parlamento holandês.
"Os resultados eleitorais de 15 de março determinaram que é hora de partir. O Partido Trabalhista, o meu partido, precisa ainda mais de novas armas. Cheguei agora à conclusão de que neste papel, nesta fase, não tenho esse poder de fogo", afirmou Dijsselbloem na carta. Apesar disso, ele continuará como presidente do Eurogrupo, que reúne os ministros das Finanças da zona do euro, até o fim de seu mandato, em meados de janeiro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia