Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de outubro de 2017. Atualizado às 15h31.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Artes Cênicas

Notícia da edição impressa de 11/10/2017. Alterada em 11/10 às 15h31min

Após 20 anos, Cássio Scapin volta a interpretar Nino e se apresenta no São Pedro

Peça marca retorno aos palcos do personagem que fez sucesso na série Castelo Rá-Tim-Bum

Peça marca retorno aos palcos do personagem que fez sucesso na série Castelo Rá-Tim-Bum


PRISCILA PRADE/DIVULGAÇÃO/JC
Com foco voltado para a formação de plateia, ocorre neste mês de outubro a primeira Mostra Pirlimpimpim de Teatro, no Theatro São Pedro (praça Marechal Deodoro, s/nº). São quatro espetáculos destinados aos pequenos. No Dia da Criança, nesta quinta-feira, às 15h e às 18h, a mostra abre com a peça Admirável Nino Novo, que marca a volta aos palcos do personagem Nino, da série Castelo Rá-Tim-Bum, interpretado pelo ator Cássio Scapin. Depois de 20 anos fora do palco, o mais conhecido personagem do Castelo Rá Tim Bum está de volta com texto e direção de Mauricio Guilherme.

Confira outras atrações neste feriado para os pequenos:

Nino é o eterno menino de 300 anos, original da série da TV Cultura que foi ao ar a partir de 1994, com inúmeras reprises até o dia de hoje, sendo considerado um dos melhores produtos audiovisuais da história da televisão brasileira. "É um espetáculo que dialoga com todas as gerações, conversa com o público que era criança na época da série e agora é adulto, e também com a criança de hoje", comenta Scapin.
Na peça, Nino está acompanhado apenas do invisível Espírito da Aventura (na voz de Ney Matogrosso). O aprendiz de feiticeiro deixa o castelo para cair na estrada e assim descobrir o sentido e a sensação do que é uma verdadeira aventura. "As crianças mudaram bastante, estão muito mais envolvidas com as questões tecnológicas, trabalhamos também nesse sentido para envolvê-las na história", argumenta Scapin.
No dia seguinte, sexta-feira, às 18h, será apresentada a montagem infantojuvenil Historietas, com destaque para o universo fantástico e pampeano do escritor Simões Lopes Neto a partir de um personagem narrador, um velho capataz que conta ao público suas memórias.
Entre as lembranças estão Mayo e Janaina, dois irmãos adolescentes que, em férias, vão visitar a estância da sua família, localizada no interior do Estado. Acompanhados de sua amiga Rita, eles partem para uma jornada atrás do capataz da propriedade, Seu Juca, alvo de causos e histórias por parte dos outros moradores do local e conhecedor da lida campeira e dos segredos que envolvem essas e outras historietas do pampa. A direção é de Rodrigo Marquez.
A mostra ainda tem duas histórias conhecidas. No sábado, às 18h, é a vez de Alice - Além da toca do coelho com direção de Sue Gotardo, inspirada na famosa obra de Lewis Carroll, e que narra a aventura de uma menina que cai em um buraco ao perseguir um coelho branco e descobre um novo mundo. Neste país tão diferente, Alice se depara com questionamentos filosóficos que a transformam como pessoa, deixando-a ainda mais curiosa.
Para encerrar, no domingo, às 18h, acontece o musical A Arca de Noé com direção de Zé Adão Barbosa. Na história, uma trupe de artistas circenses canta o que aconteceu com os bichos depois que as águas do grande dilúvio baixaram e a arca de Noé desceu à terra.
Na montagem estão músicas e poemas conhecidos através do disco infantil dos anos 1980, em canções antológicas que marcaram gerações como A casa, O pato, As abelhas, entre muitas outras. O musical ganha novos arranjos, em um espetáculo que conta com a direção musical de Everton Rodrigues.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia