Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 24 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Edgar Lisboa

Repórter Brasília

Notícia da edição impressa de 25/10/2017. Alterada em 24/10 às 21h07min

Votação tranquila, diz Perondi

Darcísio Perondi (PMDB)

Darcísio Perondi (PMDB)


LUIS MACEDO/CÂMARA DOS DEPUTADOS/ARQUIVO/JC
"Será tranquila, tranquila, tranquila", afirmou o deputado federal gaúcho e vice-líder do governo, Darcísio Perondi (PMDB), sobre a votação em plenário, hoje, da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer (PMDB). Ele acrescentou que "a base vai responder à altura. Vamos passar dos 263 votos e encerrar um período nojento, que vem desde maio, alimentado por corporações públicas e esses empresários que se locupletaram nos governos anteriores". Na avaliação do vice-líder, o governo terá em torno de 270 votos, "vai aumentar". O deputado chama atenção para o fato de que o governo arranca com uma agenda mais positiva ainda na semana que vem: reforma da Previdência, reforma tributária, reforma microeconômica, entre outros pontos", acentuou o peemedebista gaúcho.
Custo cada vez maior
Para o deputado federal gaúcho Henrique Fontana (PT), "não há dúvidas que o presidente Michel Temer está perdendo votos e apelando para atos antirrepublicanos". Segundo o parlamentar, o custo de Temer para o Brasil é cada vez maior, e isso vai muito além de emendas e recursos. "Entra no próprio Estado de Direito e questões estratégicas." Fontana destaca o problema ambiental e a polêmica em torno do trabalho escravo. Segundo o parlamentar, "são atingidas todas as áreas para beneficiar uma minoria. Cria um fosso entre o Parlamento e a sociedade". O deputado petista adianta que "vai lutar, até o último minuto, com todas as forças, mas Temer tem a caneta na mão", acentuou. Na avaliação de Fontana, "já estamos na reta final, e o governo já perdeu uns 20 ou 30 votos. O resto faz o cálculo, perde na opinião pública, mas ganha nas vantagens da compra de votos", lamentou.
Fórum Nacional de Controle
O Fórum Nacional de Controle acontecerá em Brasília nos próximos dias 26 e 27. O ponto principal é a assinatura de decreto de governança pelo presidente da República, Michel Temer, e apresentação de boas práticas nos controles interno e externo. O evento tem como objetivo integrar as várias instituições de controle externo e interno com foco em ações integradas, proposição de nova legislação de governança, desenvolvimento de atividades de capacitação, além de compartilhamento e disseminação de boas práticas. "O decreto salientará pontos importantes, como planejamento estratégico, avaliações de riscos e também propostas de governança interfederativa", explica o coordenador do Fórum, ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Constas da União (TCU).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia