Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 10 de outubro de 2017. Atualizado às 23h35.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 11/10/2017. Alterada em 10/10 às 18h53min

Cootravipa

Uma vergonha o que a prefeitura está fazendo com a Cootravipa (Querem acabar com a Cootravipa, Opinião, Jornal do Comércio, 10/10/2017). O trabalho dela é fundamental para a conservação da cidade. Sem a cooperativa, a cidade vira um lixão a céu aberto. Não existe na cidade outra empresa que tenha uma logística capaz de atender as necessidades com relação a limpeza urbana. (Fabio Moreira, Porto Alegre)
Coleta de lixo
Ficar sem coleta de lixo orgânico e reciclável na cidade de Porto Alegre é um grande problema. Esta crise está afetando a vida de milhares de pessoas, de maneira irreversível. (João Carlos Trivella, Porto Alegre)
Separatismo
Num país chamado Brasil, temos só oito estados que produzem realmente, o resto só fica esperando os recursos da União ("Sim" vence plebiscito sobre separação de estados do Sul, Jornal do Comércio, 09/10/2017). O Rio Grande do Sul é um dos que produzem, mas está quebrado devido ao alto custo da máquina do Estado, com pessoas que ganham mais na aposentadoria do que quando trabalhavam. Qual o sistema econômico no mundo que gasta mais com aposentados do Estado do que com os da ativa? Não adianta separar se o problema está aqui mesmo. A miséria de muitos para garantir os ricos. (Miguel Antonio Sulzbach, Estrela/RS)
Separatismo II
Viajo pelos três estados da região Sul e nunca e em nenhuma conversa ouvi, li, ou percebi o interesse dos seus em querer criar um novo país, somente aqui no Rio Grande do Sul se bate nesta tecla há décadas. Acordemos de sonhos e passemos a viver e nos dedicar à realidade. (Fabio Schubert, São Leopoldo/RS)
Tecnologia nos negócios
Desde o agravamento da crise, a palavra de ordem é redução de custos. Muitas empresas estão intensificando esta ação, utilizando a internet para otimizar vendas e custos operacionais. O Facebook, por exemplo, conta com estratégias de marketing com resultados significantes. Não podemos esquecer do Twitter, ferramenta de divulgação de conteúdos (e que não custa nada), do Instagram, que tem forte apelo visual (o que pode agregar aos seus produtos) e por fim, o WhatsApp, que pode reduzir enormemente a conta telefônica da sua empresa - pode ser um forte divulgador de produtos e serviços através de listas de transmissão. Sempre tenha em mente ir onde seu cliente está. E aproveite ferramentas gratuitas para chegar até ele. (Andreo Fischer, consultor de TI)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia