Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de setembro de 2017. Atualizado às 11h52.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

Notícia da edição impressa de 22/09/2017. Alterada em 21/09 às 19h07min

Merecemos comemorar!

Antônio Palácios
A expansão do mercado de trabalho para os contadores vem exigindo uma constante atualização e uma verdadeira corrida atrás de aprimoramento. O CRCRS, ciente dessa necessidade e tendo a educação profissional continuada como uma de suas prerrogativas, vem promovendo, constantemente, eventos de capacitação, abrangendo todos os segmentos da contabilidade sempre com a preocupação de atingir o maior número possível de profissionais.
Acabamos de sair de um grande evento, XVI Convenção de Contabilidade do Rio Grande do Sul e XI Encontro Nacional da Mulher Contabilista, que reuniu mais de 3 mil pessoas na cidade de Gramado, sendo grande parte delas vinda dos mais diferentes estados da Federação. Os eventos do Conselho são sucesso garantido, pois, em todo o País, sabe-se do esmero, da dedicação na preparação das programações e da qualidade de tudo que apresentamos.
As manifestações pelas redes sociais são prova do grau de satisfação e da consciência da necessidade de buscar, de forma incessante, a qualificação - o CRCRS vem oferecendo essas oportunidades. Os profissionais se despediram do evento também com a noção de que a tão almejada valorização da nossa profissão somente será atingida quando nós tivermos condições de mostrar à sociedade que somos capazes de exercer um trabalho de alta performance e elevado nível de qualidade.
A valorização e o reconhecimento da profissão têm de ser obtidos pelos profissionais. Esta responsabilidade não pode ser atribuída às entidades de classe. Estas devem, sim, oferecer condições à capacitação, defender as prerrogativas e fiscalizar o exercício profissional, mas quem presta o serviço à sociedade são profissionais. Desta forma todos estarão cumprindo o seu papel: o conselho protegendo a sociedade, os sindicatos defendendo os profissionais e estes demonstrando à sociedade a força da Contabilidade, por meio da qualidade de seus serviços.
Colegas, espero que o dia 22 de setembro não seja apenas um dia para receber felicitações, mas que se preste a reflexões e conscientização da nossa importância na sociedade. Temos a responsabilidade de sermos agentes geradores de crescimento e desenvolvimento, podemos contribuir muito para a formação de uma nação ética e transparente.
Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia