Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 10 de setembro de 2017. Atualizado às 19h21.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

vaticano

10/09/2017 - 18h04min. Alterada em 10/09 às 19h26min

Papa Francisco termina visita à Colômbia com ferimento no olho após queda

Papa perdeu o equilíbrio e bateu a cabeça em seu Papamóvel

Papa perdeu o equilíbrio e bateu a cabeça em seu Papamóvel


ALBERTO PIZZOLI/AFP/JC
O Papa Francisco completou sua viagem na Colômbia com uma homenagem a São Pedro Claver, um colega jesuíta que ministrou a centenas de milhares de escravos africanos que chegaram ao porto de Cartagena para serem vendidos durante a época da colonização espanhola.
A visita de Francisco a Cartagena teve um início agitado, quando ele bateu a cabeça em seu Papamóvel que parou próximo a vários fiéis. O Papa perdeu o equilíbrio e sofreu um ferimento no olho esquerdo e um corte na sobrancelha. Foi feito um curativo no local e Francisco continuou a programação.
"Este sangue sagrado fica na Colômbia", disse Ricardo Morales, um advogado que saiu da igreja de São Pedro Claver para se aproximar do Papa. "Ele fez um grande esforço para estar aqui e, a partir de agora, é nossa obrigação fazer um esforço semelhante para agradecer por tudo o que ele fez".
Uma vez recuperado, Francisco visitou a igreja, onde elogiou o missionário do século XVII por ter reconhecido a dignidade inerente dos escravos. O Papa, conhecido por seu estilo simples e austero, disse que Claver era "austero e caridoso até o ponto do heroísmo".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia