Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 10 de setembro de 2017. Atualizado às 22h51.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Uruguai

Notícia da edição impressa de 11/09/2017. Alterada em 10/09 às 20h47min

Com renúncia de vice-presidente, Lucia Topolansky assume o cargo

Lucia Topolansky, ex-guerrilheira e mulher do ex-presidente José Mujica, assumirá a vice-presidência do Uruguai após a renúncia de Raúl Sendic, sábado. A política de 72 anos é senadora pelo partido governista Frente Ampla, de esquerda. Ela assumirá o cargo de vice-presidente por ter sido a segunda senadora mais votada.
Segundo a Constituição do país, Sendic deveria ser substituído pelo senador mais votado no último pleito, o próprio Mujica. Só que ele está inabilitado para ocupar o cargo, porque no Uruguai não há reeleição. Assim, Lucia passou a ser a primeira da lista. Sendic, afilhado político de Mujica, deixou o cargo após acusações de ter usado um cartão corporativo para fazer compras pessoais.
Lucia participou, junto com Mujica, do grupo guerrilheiro MLN-Tupamaros, nos anos 1960 e 1970, fundado por Raúl Sendric, pai do ex-vice-presidente. Eles se conheceram nesse período e acabaram presos na década de 1970. Nas décadas seguintes, Lucia teve passagens pela Câmara dos Deputados e pelo Senado. Durante o mandato de Mujica, foi senadora e chegou a assumir interinamente a presidência durante viagens do presidente e do vice ao exterior.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia