Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 15 de setembro de 2017. Atualizado às 16h43.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Artes Visuais

13/09/2017 - 13h08min. Alterada em 13/09 às 13h23min

Projeto que institui faixa etária em exposições de arte é protocolado na Assembleia

Proposta surgiu em resposta a polêmica envolvendo a exposição Queermuseu, do Santander Cultural

Proposta surgiu em resposta a polêmica envolvendo a exposição Queermuseu, do Santander Cultural


MARCO QUINTANA/JC
Stéphany Franco
Após protestos que levaram ao encerramento da exposição Queermuseu, no Santander Cultural, em Porto Alegre, o deputado Lucas Redecker (PSDB) protocolou, na terça-feira (12), o projeto que determina que as instituições onde ocorrem eventos culturais notifiquem a classificação etária indicada para cada exposição, mostra e exibição de arte. A medida seria válida para todo o Rio Grande do Sul e dependeria de regulamentação do Governo do Estado.
De acordo com Redecker, a indicação da faixa etária seria importante para que a pessoa ou a família tenha conhecimento prévio do conteúdo das exposições artísticas e assim possa escolher o que é mais adequado à formação de seus filhos. "O projeto de lei não entra no mérito do que é arte, apenas cria faixas etárias de classificação, como já ocorre nos cinemas, teatros e com os programas de televisão”, afirma o deputado.
O projeto classifica os eventos culturais em seis categorias: livre; não recomendado para menores de dez anos; não recomendado para menores de doze anos; não recomendado para menores de catorze anos; não recomendado para menores de dezesseis anos; não recomendado para menores de dezoito anos. A faixa etária deverá ser exibida de forma clara, nítida e acessível nos meios que as divulguem e nos termos especificados em regulamento próprio.
A exposição Queermuseu recebeu acusações de promover blasfêmia contra símbolos católicos e foi acusada de exibir obras que fariam referência à pedofilia e à zoofilia.  A mostra de arte foi a primeira exposição com temática queer da América Latina
Depois de aprovado, "o projeto trará detalhes sobre o que acontece com as instituições em caso do não cumprimento da medida", afirma Redecker.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Matheus Tonelli 15/09/2017 16h37min
Quem sabe o deputado cria um projeto de colocarem cuecas e calcinhas nas obras em exposição... Pronto, solucionado o seu problema.