Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 12 de setembro de 2017. Atualizado às 11h31.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

Alterada em 12/09 às 11h34min

Governo prorroga até março vacinação contra HPV para jovens entre 15 e 26 anos

O objetivo, segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, é evitar o desperdício de vacinas

O objetivo, segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, é evitar o desperdício de vacinas


CLAITON DORNELLES/JC
Homens e mulheres entre 15 e 26 anos poderão se vacinar contra HPV até março do ano que vem nos municípios com imunizantes em estoque. A nova recomendação do Ministério da Saúde foi divulgada na segunda-feira (11). Inicialmente, a vacinação para essa faixa etária estava prevista para acabar em setembro.
O objetivo, segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, é evitar o desperdício de vacinas. Os jovens de 15 a 26 anos que tomarem a primeira dose da vacina contra HPV neste período terão garantidas as doses seguintes no Sistema Único de Saúde (SUS). Para essa faixa etária, o esquema vacinal é com três doses, com intervalo de zero, 2 e 6 meses. Depois de março, a orientação do governo federal será de oferecer a vacina somente para o público-alvo - crianças e adolescentes entre 9 e 15 anos.
Os municípios com vacinas em estoque, com prazo de validade até março de 2018, poderão aplicar as doses em homens e mulheres entre 15 e 26 anos. A medida tem caráter temporário e já foi informada para gestores estaduais e municipais. A nova recomendação estende o prazo de vacinação para essa faixa etária, que inicialmente estava prevista para encerrar nas cidades que tinham estoques a vencer em setembro.
Desde o começo da vacinação, em 2014, até junho, foram imunizadas com a primeira dose 10,7 milhões de meninas, o que corresponde a 89,9% do total de brasileiras nesta faixa etária. Receberam as duas doses - o recomendado pelo ministério - 7,1 milhões de meninas, o que corresponde a 59,7% do total.
Já em relação aos meninos, de janeiro a junho, 853,9 mil adolescentes de 12 a 13 anos se vacinaram com a primeira dose - 23,6% dos 3,6 milhões de meninos nessa faixa etária.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia