Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 01 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

artes visuais

10/09/2017 - 14h00min. Alterada em 10/09 às 19h29min

Após protestos, Santander Cultural encerra exposição queer um mês antes

Exposição estava em cartaz desde a metade de agosto no Santander Cultural

Exposição estava em cartaz desde a metade de agosto no Santander Cultural


FREDY VIEIRA/JC
Atualizada às 19h25min.
Poucos dias antes de completar um mês em cartaz no Santander Cultural (Sete de Setembro, 1.028), no Centro de Porto Alegre, a exposição Queermuseu - Cartografias da diferença na América Latina teve de ser fechada e encerrada neste domingo (10), após protestos - segundo informações preliminares que vêm circulando nas redes sociais - em que pessoas contrárias ao teor das obras teriam causado tumulto em frente ao museu, ainda neste sábado, em manifestação contra a exposição. 
O Jornal do Comércio buscou informações junto ao Santander Cultural, mas só obteve informações da segurança, presente na portaria do local, de que de fato a exposição, que funcionaria das 14h às 19h neste domingo, está fechada em razão de "imprevistos" ocorridos ontem. No início da tarde, o Santander Cultural emitiu uma nota em que afirmou estar recebendo diversas manifestações críticas a respeito da exposição e confirmou o encerramento da mostra neste domingo.
"O objetivo do Santander Cultural é incentivar as artes e promover o debate sobre as grandes questões do mundo contemporâneo, e não gerar qualquer tipo de desrespeito e discórdia", diz o texto. "Desta vez, no entanto, ouvimos as manifestações e entendemos que algumas das obras da exposição Queermuseu desrespeitavam símbolos, crenças e pessoas, o que não está em linha com a nossa visão de mundo. Quando a arte não é capaz de gerar inclusão e reflexão positiva, perde seu propósito maior, que é elevar a condição humana", afirma a nota da instituição.
Com curadoria de Gaudêncio Fidelis, a Queermuseu é formada por mais de 270 obras (oriundas de coleções públicas e privadas) que percorrem o período histórico de meados do século XX até os dias de hoje. A iniciativa explora a diversidade de expressão de gênero e a diferença na arte e na cultura. A exposição foi aberta na metade de agosto, com entrada franca, e seguiria até 8 de outubro. A mostra foi viabilizada pela captação de R$ 800 mil por meio da Lei Rouanet.
Em protesto contra o encerramento da mostra, o Nuances - Grupo Pela Livre Expressão Sexual organiza nesta terça-feira (12) à tarde, em frente ao Santander Cultural, o Ato pela Liberdade de Expressão Artística e Contra a LGBTTFobia, "em defesa da liberdade de expressão artística e das liberdades democráticas".
Veja o quadro Olha Só, do JC, sobre a exposição:
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Julia Grazielle 01/11/2017 23h36min
infelizmente, por causa da mente pequena de um punhado de pessoa imbecil, eu e mais uma porrada de gente será privada de ver uma exposição de arte inédita. Pessoas incapazes de enxergar o obvio que lutam contra a democracia. Quanto retrocesso. De pensar que à seculos pessoas lutam e perdem a vida para garantir os direitos dos cidadãos. As pessoas podiam se informar melhor sobre o que é ser HUMANO.
Ivanilde souza 16/10/2017 14h48min
E triste ver um país que diz lutar pelos direitos das crianças e buscar por sua segurança, e ao mesmo tempo abrir uma porta tão perigosa se baseando em uma falsa vontade de exibir arte para a criança. Em primeiro lugar o que uma família deve buscar e a total segurança física e emocional e moral da criança, se um familiar leva uma criança para ver uma exposição de fotos ou ate mesmo pessoas nuas, não acredito que essa criança ao passar por uma situação de abuso ira conseguir distinguir diferença.
Cátia 16/10/2017 12h23min
Qual liberdade vcs querem expor? Pois o que vemos nessa exposição, não é liberdade, é uma necessidade gritante de impôr ideais próprios. Para essa classe de gênero ser respeitada, primeiro ela precisa entender onde começa e termina a liberdade de cada um. Isso é uma arte de imposição e jamais de liberdade de expressão. Ninguém mudará, ninguém em absoluto, mudará o princípio de todas as coisas. O ser humano se corromperá por meios próprios, mas nenhuma virgula mudará.
Marília 14/10/2017 18h04min
Vamos mostrar a esses seres que ainda exitem pessoas com moral e que querem preservar os bons o costumes ,que respeitam os cabelos cabelos brancost nas ruas ,a criança do vizinho e as nós msm.Que libeldade com respeito ,tem mais impacto.Fora Santander.
Cassiano 12/10/2017 14h00min
E ainda tem uns idiotas que acham isso normal, deve ser porque são da mesma laia desses criadores de aberração porque isso não é exposição de arte.nMeus filhos já são proibidos de assistir rede Globo por esse tipo de conteúdo ultimamente só cultuado o transtorno de gênero na cabeça de nossas crianças ... Revoltante....
Marcos 09/10/2017 08h21min
Acabem com esse banco aqui no Brasil, fui cliente dessa corja que alem de saberem roubar, ficam expondo imoralidades a qualquer custo, abaixo e fim do Santander no Brasil!!!!!!!!!!!!!
Lorena 09/10/2017 08h19min
Instituição bancária IMORAL!!!!!
katia 07/10/2017 13h09min
Fim do mundo! Raramente me pronuncio sobre temas polemicos, mas não posso me calar depois de ter assistido o video (que alias ja retiraram da internet) mostrando o livro e as fotos que o SANTANDER patrocinou na mostra " cultural" no RS, fiquei CHOCADA! Cheio de fotos promiscuas, de pedofilia, sexo com animais e outras imagens;mensagens visuais PAVOROSAS, pra dizer o minimo!!! E tiveram o displante de distribuir para as bibliotecas publicas! Usaram R$ 800 mil por meio da Lei Rouanet.
Radil Muniz Junior 05/10/2017 20h58min
De muito mal gosto essa exposição e as pessoas que fazem os comentários , no minimo são as pessoas responsáveis por essa coisa de tão baixo nível.é o que pode explicar serem a favor. Como correntista do banco fiquei muito triste, não acredito que a diretora dessa instituição é a mesma que acompanho em publicações de jornais e revistas. Me sinto na obrigação de cancelar qualquer envolvimento com essa empresa. E ainda usarem verba publica para uma coisa tão medíocre como essa .
Yonara 04/10/2017 20h57min
Um desrespeito com o meu Cristo. Uma vergonha esse banco aceitar isso!
Renato Vieira 02/10/2017 22h49min
Fechei a minha conta no Santander. Um banco que financia um absurdo desse não quero. Prefiro voltar pro Itaú que é bom e tem comerciais edificantes. Kkkkk
Paulo Veiga 22/09/2017 05h02min
Incrível como do nada surgiram tantos "críticos de arte"...Bem Brasil mesmo, as obras estão aí há décadas e ninguém tomava conhecimento, basta dizer que era uma exposição LGBT para enfurecer os ignorantes, e ainda se sentem injustiçados quando taxados de homofóbicos...
Valter 17/09/2017 20h34min
Será que todos que são a favor de uma exposição dessas são tementes a Deus? Ora, o texto que insiro abaixo, é o texto das Sagradas Escrituras, então pergunto porque denominar Homofóbico aqueles que são contras certas práticas, se estas pessoas seguem o mandamento do nosso Deus, numa visão cristã não são homofóbicos, pode ser que os que acusam é que não tenham uma visão cristã.
Ricardo 17/09/2017 09h15min
O conservador BURRO nunca vai entender que a arte é a representação da COISA, mas não é a coisa. Gente estúpida, gente hipócrita.
Cleusa 16/09/2017 08h43min
Tenho uma pergunta a fazer. O que isso acrescenta de cultura em nossas vidas. Onde o ser humano acha que vai chegar com essas atrocidades? Cada vez entendo menos o ser humano. Com todo respeito eu considero verdadeiro absurdo essa exposiçao e mais absurdo um Banco mundial desse assinando isso.
Giovana lis 14/09/2017 08h40min
Uma falta de respeito com minha religião e a família,ainda bem que não tenho conta nesse banco...
Jose 13/09/2017 23h48min
Isso nunca foi arte, isso é uma vergonha, joga tudo isso no lixo ou queima tudo, por que isso não passa de lixo, vergonha
Jorge justos 13/09/2017 23h43min
Isso nunca foi cultura, isso é uma vergonha, é fechar este lugar e jogar estas pinturas no lixo.
madalena alcantara 13/09/2017 19h37min
O santander pode e deve fazer as eposoções que lhe convier. O que ñ pode é usar uma Lei Federal para arregimentar 800 mil reais dos cofres públicos para uma exposição dele, Santander. ISSO É UMA VERGONHA! Ñ AO USO DE DINHEIRO PÚBLICO P QUESTÕES DA INICIATIVA PRIVADA! PRONTO! FALEI!
Tania de Oliveira 13/09/2017 12h55min
Àqueles em prol da reabertura dessa exposição são totalmente sem noção do que é melhor para uma sociedade saudável. Considero-os perdidos, alucinados pregando a loucura, a libertinagem. Só a apresentação daquela obra de Jesus Cristo ... qual a graça? o Que nos trás de bom? Nada!! Só fazem crescer o número de idiotas que acreditam que qualquer porcaria é arte. Temos que promover a censura para que resgatar valores morais e sociais. Conseguem imaginar onde vamos parar essa "liberdade" continuar?
Arthur Silva 13/09/2017 02h48min
Na Arte só há dois critérios, o que se é belo e o que é feio, isso se denomina estética. Não existe moralidade na arte, isso se exprime des das esculturas gregas antigas que eram nuas. A Arte não é capaz de ofende ninguém, por que o seu domínio é puramente estético, ou seja, cores, formas, se a imagem, independente do que ela represente ou simboliza, está bem desenhada ou não, com que acuidade de técnica etc.
Mônica Virginia Bittencourt Garcia 12/09/2017 23h45min
Os Cristãos são em sua grande maioria, pacíficos. Isso justifica que a tal expressão artística somente buscou inspiração nos símbolos cristãos. Na França os cartunistas foram eliminados por zombarem da fá islâmica. A verdadeira arte inspira-se no BEM e no Belo sem ferir os olhos e a alma e o coração. Estes organizadores e mesmo o Santander deviam pagar uma multa dolorosa! Divulgando ao máximo para que todos os correntistas cristãos cancelem as contas. Isso não é banco é tamborete .
Felipe Maia 12/09/2017 22h36min
País em crise e R$ 800.000,00 da verba pública dada para uma obra que desrespeita a Constituição atacando o Estado, a religião e o Estatuto da criança e adolescente. Além disso, querem que a população engula essa podridão comparando com fatos do passado e chamando de retrocesso. Fica a dúvida, se isto fere as nossas leis, então por que não há punição/ condenação? Fico pasmo ao pensar que existem pessoas que acreditam e defendam que é normal uma criança ver essas coisas. E acham isso normal.
ROSANGELA 12/09/2017 21h54min
!!!!tolerância, confiança, respeito, humildade, paciência, flexibilidade, humor, compaixão, cooperação e gentileza, oferece ferramentas que ajudam as pessoas a semear a paz . DESCULPE, MAS, ZOMBAR DA FÉ E SÍMBOLOS RELIGIOSOS NÃO É E NUNCA FOI Liberdade de Expressão Artística e SIM AGRESSÃO e VIOLÊNCIA . Quem quer paz e liberdade não gera agressão. SANTANDER DEVEMOS RESPEITAR A TODOS, OLHA NA MESMA DIREÇÃO E LUTAR POR UM MUNDO MAIS JUSTO E IGUALITÁRIO, PARA TODOS
Hebling 12/09/2017 19h12min
Esse tipo de coisa, só serve para calçar mais ainda minhas crenças e convicções,,valores, respeito , tolerância, e principalmente bom senso, senso de valores foi absolutamente perdido, pra mim isso é um lixo, não é esse tipo cultura ideológica que o mundo precisa, afinal de contas pra onde estamos indo, qual será nosso porto seguro na realidade de hoje, homens q perderam a própria identidade se intitulam como revolucionários, mas como alguém q se perdeu no caminho pode ser referenciapara alguém.
Luciano 12/09/2017 18h28min
Realmente é triste a ignorancia. A zoofilia pedofilia e outros existem sim. Deve- ser falar discutir e esclarecer. As distorçoes sobre a sexualidade estao aí escondidas nao faladas. Tudo esta por debaixo do pano. Sociedade hipocrita. A exposiçao nao tem nada haver com apologia a estas coisas. É verdade que tem em um comentario que voltamos a idade media. Penso que nao adianta falar muito pois os burros fascistas nao entenderao nada. Só digo nao a censura burra.
Ricardo Figueiredo 12/09/2017 17h58min
Eu, compreendo dessa forma: A arte tem um objetivo que geralmente é abrir os horizontes da mente humana. As coisas estão de fato extrapolando os muros da decência, concordo! Por isso acho que essa exposição é um grito de alerta e não um estimulo a pedofilia etc.
Gisiley 12/09/2017 17h32min
Sem dúvida que ainda temos uma mente medieval que simplesmente assistia pessoas sendo queimadas em fogueiras, por serem acusadas de serem bruxas, sem se questionar ou se colocar no lugar de quem estava sendo queimado vivo... até quando iremos preferir não pensar, agir conforme o medo ou o senso comum? O que será que foi preciso acontecer para, hoje, comemorarem o dia das bruxas, em alguns países e outros até apoiarem? Quando aprenderemos a amar o próximo independente da sua opção sexual?
Marcelo Olemberg 12/09/2017 12h44min
Sou contra o vilipêndio de imagens consideradas sagradas de qualquer religião. Se vc não gosta, respeite. Isso não é arte. É coragem agressão ao pensamento cristão. Porquê não tem imagens de orixás, Buda ou Krishna? Ou o Islã? Com o devido respeito às religiões citadas. É agressão única, exclusiva e gratuita a cristandade. Parabéns a iniciativa de frear esse desrespeito ao direito alheio.
Marlon 12/09/2017 12h24min
Perfeito barrar uma exposição ridícula, agora deveria rolar uma multa para que pensem muitas vezes antes de querer fazer novamente essa coisa que chamam de "Arte". Santander deu maior tiro no Pé em permitir isso, e o pior e ter pessoas (se é que da para ser considerado uma pessoa) aplaudindo essa porcaria. Acham normal o desrespeito a religião e a pornografia livre para crianças que tinham acesso ao local.n
João Neres 12/09/2017 11h22min
NOTA DE REPÚDIO.nNão encerro minha conta no Santander porque percebi claramente que se trata de um evento organizado por um pequeno grupo que deseja veementemente destruir a famila. Aliás, desde o curador/organizador, todos os entrevistados no video são gays. Crimes praticados nessa exposição: Apologia a Zoofilia, pedofilia e intolerância religiosa, vilipendia ndo objetos sagrados do cristianismo. A CONSTITUIÇÃO FEDERAL prevê que é livre a expressão, bem como é livre o culto....NA FORMA DA LEI!
MudeideBanco 12/09/2017 10h46min
Repudio a amostra pelo seu péssimo gosto, qualidade artística duvidosa, mau uso do dinheiro público se teve apoio da Lei Rouanei, a apologia aos crimes de pedofilia e zoofilia, o vilipêndio à fé cristã e a homofobia (visto que coloca o gay como um objeto). Tomara que os curadores sejam demitidos e que os clientes do Santander troquem de banco! Não somos obrigados a engolir esse lixo como "arte"!
Carlos 12/09/2017 10h40min
Desde quando expor pedofilia, zoofilia e outras luas é cultura. Ainda mais sendo vistas por crianças. Merecem é cadeia!
EDUARDO 12/09/2017 09h19min
Vai lá Fidélis, agora expõe no Santander uma mostra atacando o islamismo pra gente curtir aqui a repercussão, por que atacar o cristianismo é fácil!
Felipe 12/09/2017 07h50min
Bem vinda IDADE MÉDIA!!! Vcs preconceituoso do "bom costume" devem acender fogo lascando pedra!!!! Quanto atraso! Quanto retrocesso!!! Tem mesmo que ficar no Brasil porque a Europa estão anos luz de vcs em cabeça, pensamento e cultura!!!
Edileusa 12/09/2017 07h24min
Penso q arte exposta é pra ser vista. Tudo q se torna público gera polêmica pela diversidade de conceitos. Se não quer experimentar a crítica, não expõe. Liberdade de expressão, pra ser respeitada, tem q ser uma via de duas mãos. Se um grupo religioso qualquer, fizer uma mostra artística dentro de sua igreja, q também é pública, expondo conteúdos avesso a homossexualidade, pornografia e outros; certamente responderão severamente por isso. A mostra estava longe de denunciar os abusos, mas incitar
Alan Kevedo 12/09/2017 03h17min
SE ALGUÉM ganha no "grito" a única perdedora é a democracia e a gente se sente com um pé dentro de uma neo-era das trevas. Bíblias são livros interpretativos, delas são muitas versões, dai o perigo da EXDGESE particular que tanto pode mandar a "ovelha" comer grama como ponte de salvação, como pode fazer a mesma "ovelha", se for pouco letrada, fazer qualquer coisa. Dai a necessidade de exposições esclarecerem sobre o equívoco de neologismos exegéticos como IDEOLOGIA DE GÊNERO, coisa inexistente em substituição a IDENTIDADE de GÊNERO, coisa que segundo um grande bispo da Igreja católica é "Inspiração divina" Em outras palavras, só o conhecimento do Jesus, com cara de árabe, LIBERTA.
Luiz Henrique 12/09/2017 03h01min
Essa obra, se é que se pode chamar assim, nao pass de Mais Uma tentative frustrada de acabar com nossas crianças e formar Mais Uma geraçao de psudo intelectuais de esquerda. Deveriam se envergonhar de gastar o nosso dinheiro com esse lixo ideologico, ainda vem nos chamar de intolerantes. Peguem essa exposiçao e enfiem na Espanha que os pariu. Brasil é un País das familias, é um País cristao. aqui não!!
Sergio Pedro 12/09/2017 02h46min
Começou falando: "nem na época da ditadura..." já sei que saiu da argumentação lógica e embasada e começou o mimimi. O fato puro e simples é que a população repúdiou a amostra pelo seu péssimo gosto, qualidade artística duvidosa, a apologia aos crimes de pedofilia e zoofilia e o vilipêndio à fé cristã. Simples assim! Se fosse um filme teria saído de cartaz.
Rollo 12/09/2017 02h35min
Lamentável que a exposição tenha sido fechada. Só falta a volta da TFP. A arte revelando os caretas e reacionários de plantão.
Anderson Gomes 12/09/2017 01h16min
Pena que os cristãos são mansos e aceitam tudo muito passivo! NÃO DIGO AGIR COMO EXTREMISTA, MAS QUANDO BRINCAREM COM JESUS OU COM CRISTÃOS SEJAM MAIS ENÉRGICOS, lá na França um jornaleco foi brincar com coisa séria e deu no que deu, o jornal Charlie Hebdo, que fizeram piadas sobre líderes islâmicos, sofreu as consequências ao desrespeitar a religião e o líder islâmico no caso MAOMÉ fazendo caricaturas desrespeitosas o fim foi triste, porém nunca devemos desrespeitar a religião de quem quer que for. O SANTANDER pisou feio na bola.
nadia nunes 12/09/2017 00h51min
que sirva de exemplo para empresas e marcas, boicote forte a quem pratica esta profanação de imagens religiosas bem como apologias grosseiras e locução de mal gosto e pervertido camuflado de "arte" .
Fabrício 11/09/2017 23h48min
A que ponto chegou a ignorância da nossa população...Me lembra o verso do Cazuza:"somos caboclos querendo parecer ingleses....
ABecker 11/09/2017 23h29min
A exposição é um DESRESPEITO GERAL. Como levar crianças neste espaço que deveria divulgar o que é BELO??? Como ignorar o desrespeito com os símbolos cristãos??? Por que não fazem estas alegorias com símbolos islâmicos??? Agora virou Centro Santander Sexual??? A exposição busca apenas impactar, "causar", não busca a divulgação da experiência do que é Belo e Diferente. É só um lixo. Sugestão: façam uma exposição sobre pornografia, mas sem dinheiro público, por favor.
Klaus Pereira 11/09/2017 23h28min
O MBL e o Prefeito apoiam a exibição de Testamento de Maria, de autor irlandês homossexual, e Evangelho de Jesus, ?Rainha do Céu?, Onde Jesus é representado por um travesti? Ou já proibiram?
Tatiane vargas 11/09/2017 23h18min
Lendo tudo que foi postado até agora só reitero minha opinião que o Brasil é um maravilhoso país, só está mau frequentado.
Natália 11/09/2017 23h18min
Bando de hipócritas. Legal mesmo é apontador o dedo, apedrejar no escuro e no claro mandar rezar uma missa e dizer o quanto ama papai do céu.
Klaus Pereira 11/09/2017 23h00min
Acabo de ouvir que o MBL e o Prefeito decidiram proibir duas peças do EmCena que tratam de Maria e Jesus. Podem confirmar?
amron 11/09/2017 22h30min
Avançamos tanto na tecnologia, porem não demos nem um passo na hipocrisia. Amei a exposição, tanto da arte quanto do Santander!!!!!! Parabéns pela coragem!!!!!n.
Raoni 11/09/2017 22h22min
Desacreditado, com a maioria dos comentários que li... Adoraria ter tido a oportunidade de ir a exposição!
Antonio Celso Ribeiro 11/09/2017 22h21min
Precisamos rever urgentemente o conceito de "arte". Essa mostra não passa de uma reciclagem mal feita de artistas sem talento.
cidadão de bem 11/09/2017 21h51min
Tenho vergonha de ser cliente desse banco que demonstrou com este patrocino o desrespeito com o cristianismo, é uma vergonha esta exposição, querem banalizar os valores do ser humano de todo jeito, com depravação moral e mostrando as nossas crianças como ser depravados....
SERGIO 11/09/2017 21h11min
Esses grupos LGBT que juntamente com o banco Santander (devidamente financiados pela famigerada Lei Rouanet disponibilizada com recursos do governo federal), querem de qualquer forma nos fazer aceitar tudo o que eles dizem ser arte (pedofilia, zoofilia e principalmente a ideologia de gênero) indo de encontro com os bons costumes de nossa sociedade, se baseia no mito que são marginalizados e perseguidos.
ieda barreto 11/09/2017 20h00min
Arte?? Que arte?? Este curador senhor Gaudêncio é um libertino, um sujeito que precisa ser afastado imediatamente do cargo que exerce no museu, como curador, arte?? Este lixo nunca foi e nunca será arte, total desrespeito com as pessoas, e com o dinheiro que é meu por sinal, afinal, o bco santander utilizou dinheiro da lei Ruanet; pedofilia, libertinagem, falta de respeito com os cristãos, lixo, só lixo e libertinagem, é preciso processar este curador, por apologia à pedofilia.
Alexandra Tavares 11/09/2017 19h46min
Estou chocada com tantos comentários conservadores e preconceituosos. Realmente, estamos diante de uma época de retrocesso absoluto na sociedade. Até respeito uma pessoa dizer que não gosta de alguma obra por questões pessoais, mas daí a protestar contra a exibição de uma obra e se dizer ofendido por conta de conteúdos pornográficos?!?!? O que é isso, gente? Estão todos loucos? Pior ainda foi terem acatado essa manifestação e fechado a exposição! Isso é muito deprimente...
José Junot Duarte 11/09/2017 19h20min
Olha pessoal: sabemos que as artes são coisas bonitas aos olhos daqueles que as apreciam de acordo com seu gosto,mas a cultura de nosso país ainda não está acostumada a esse tipo,que deveria ter sido apresentada em outro tipo de ambiente.
Gustavo 11/09/2017 19h09min
Se a pessoa é contra, basta não ir. Estamos vivendo uma espécie de ditadura cristã medieval?
Silvia 11/09/2017 18h44min
Com o dinheiro da lei Rouanet que foi recebido mas não será usado na mostra, o Banco Santander pode perdoar e quitar minha dívida com eles que, devido ao acúmulo de juros, tornou-se impagável.
Deusnãoexiste 11/09/2017 18h11min
kkk quanto hipocrisia...quanta mentira...quanto oportunismo...a arte não tem que agradar pessoa x ou y e sim levar o debate , o pensamento e a discussão...o que vi aqui e em outros sites é sempre o mesmo mimimi de religioso que na maioria dos casos se viu nas obras e não gostou da verdade...
thiago henrique do nascimento 11/09/2017 16h57min
De um país que tem o funk como uma cultura, podemos esperar qualquer coisa!!!
Flávio Douglas Pelliccioli 11/09/2017 16h08min
Eu já participei de várias exposições. Arte moderna, contemporânea, coisas esquisitas e tal.Já fui ao Louvre, Metropolitan em NY e no Gulbekian em Lisboa. Porém, esta exposição, de arte não tem nada. É de um mal gosto tremendo, mesmo que se tenha um apelo de "liberdade". Não tem nada de cultura. É pornográfico. É homofóbico também. Sim, homofóbico, pois trata do homossexual como coisa, objeto de mostra. não me surpreende a Maria do rosário estar por trás desta aberração.
Valter Gugliotti Junior 11/09/2017 16h08min
Infelizmente o Banco Santander deu um tiro no pé.Agrediu o público católico e defensor dos bons costumes da família.Não tenho nada contra o público LGBT, mas acho que a mostra ultrapassou os limites da boa moral e ética. O Santander deveria avaliar previamente o irá expor antes, para não dar no que deu: Indignação e repulsa de muitos."Lamentável"
RAIMUNDO DE JESUS 11/09/2017 16h02min
É de doer, mas descanso porque sei que a autoridade maior é Deus e, finalmente, a obra de cada um será julgada.nIs 3:10-11nDizei ao justo que bem lhe irá; porque comerão do fruto das suas obras.nAi do ímpio! Mal [lhe irá]; porque se lhe fará o que as suas mãos fizeram.n
barbara 11/09/2017 15h39min
Eu sou correntista do Santander e a partir de hoje estarei encerrando minha conta. Jamais aceitar esse tipo de coisa, conforme mostrada na exposição, como cultura.
Heloisa 11/09/2017 15h34min
" Nesse momento difícil"n"com o conservadorismo crescendo"nAh rapaz! cria vergonha na cara! tirou a mascara e mostrou quem é o totalitário. Qual diversidade você quer? Hipocrisia.
JOHNNY TAVARES DE SENA 11/09/2017 15h28min
Absurdo, nojento....nn
Gustavo Bauer 11/09/2017 15h10min
Ala pucha! A galera toda que mandou comentários de toda ordem que se acalme! Os organizadores da exposição se atrapalharam e inauguraram no endereço errado. Era para ter sido no SOFAZÃO!!!!
Thaís Cristina da Silva Ameida 11/09/2017 15h01min
Isso é uma pouca vergonha. Tem de tudo ai, menos respeito a "tal" da diversidade. Foi uma falta de respeito com a população Brasileira!
David Assis 11/09/2017 14h54min
Que Porcaria!!! Perderam o Senso e querem enfiar goela a baixo o que é arte e cultura!
almyr Favacho 11/09/2017 14h52min
Realmente é um acinte ao respeito a individualidade religiosa, e aliás essas "obras" independente de qualquer coisa são horríveis.
Lu 11/09/2017 14h50min
Isto não é exposição, é uma imensa falta de respeito, incentivo à pedofilia, pornografia, preconceito religioso. Ridículo o Santander pactuar com isto. E mega errado e inconveniente para o Santander e demais permitir o mau uso do dinheiro público para tal agressão à sociedade.
Murilo 11/09/2017 14h47min
Se alguém tinha alguma dúvida de que o Brasil nunca foi um país livre, nunca saiu da Idade Média, nunca deixou de ser preconceituoso, cruel, elitista, intolerante, mesquinho, escravocrata, etc. Taí.
Sheila 11/09/2017 14h23min
Chamar isso de arte é igual chamar funk de música. Isso não é liberdade de expressão, é degradação.
Roberto Costa 11/09/2017 14h07min
Faltou ele dizer, que havia zoofilia, pedofilia, pornografia, é um estupro a moral, a ética , ao povo brasileiro, se isso for arte aqui no Brasil, que adjetivos devo usar para artistas como: Damien hirst, Marina Abramovich e Takashi murakami? Estou sem palavras para essa aberração criminosa contra nossas crianças e nosso povo, para mim quem promove isso está incitando a pedofilia, a zoofilia e o anarquismo, é hora de nossas autoridades punir na forma da lei, quem apóia esse tipo de horror!
Junior 11/09/2017 13h53min
Acho que as pessoas estão cada vez mais ignorantes. Ainda mais quando falam "vai quem quer". Não é assim. Apologia a pedofilia é crime. Não é questão de concordar ou não. A questão não é ir ou não. é crime. Outro ponto: não é ir ou deixar de ir, é pagar por isso.A partir da hora que existe dinheiro PÚBLICO na exposição, deixou de ser algo apenas da conta de quem paga ingresso. Se torna assunto de todos os contribuintes que estão sendo lesados com o apoio a uma obra com pedofilia e zoofilia
Regina 11/09/2017 13h33min
Independente de religião ou qualquer outra coisa, sou correntista do Santander e sempre soube do apoio da instituição para a valorização da cultura e da arte, mas essa exposição é desrespeitosa e de muito mau gosto!
Eder 11/09/2017 13h32min
A ta klaus, constituição proíbe a censura! Há de se interpretar isso, quer dizer então que eu posso sair pelado que isso não é atentado violento ao pudor? posso fazer uma exposição agredindo os gays que isso não é homofobia? Será que precisa ser intolerante para poder expor sua decisão sexual? Não dá pra por duas mulheres num jantar a luz de velas ou um homem abrindo a porta para outro? Quando alguém atacar um gay ou um gay atacar alguém, deve-se censurar sim, caso contrário se abre precedentes.
Mário JoNeS 11/09/2017 13h28min
Interessante ver figurinhas da esquerda anticapitalista como Luciana Genro defendendo uma poderosa instituição bancária. 800 mil captados da Lei Rouanet p/ expor um monte de lixo... Dinheiro esse que nunca volta p/ o cofre público. Lei de merda.
Beria Castro de Carvalho 11/09/2017 13h22min
Q circo dos horrores essa exposição demoniaca...aunda bem q não tenho cinta nesse banco degenerado....querem q engulamos todo esse lixo! Deveriam ser processados por tal estupidez....como podem tentar nos fazer engolir esse lixo? Pedofilia...zoofilia....estupro...coisas abomináveis....e ainda colocam a figura de Jesus....nojo dessa exposição...nojo desse banco!
Marina 11/09/2017 13h12min
Um absurdo o Santander patrocinar um lixo desse, não sou cristã mas não precisa ser cristão para abominar pedofilia e zoofilia, basta ter bom senso e uma mente sã. nJá busquei informações de como encerrar minha conta e amanhã mesmo irei na agência para cancelar, meu dinheiro não será usado nesse lixo.nQuanto a esquerda que está reclamando da "censura", não é questão de censura é questão de algo que vocês odeiam chamado: democracia. nA maioria deu sua opinião.
Jose Carlos Filo 11/09/2017 13h00min
Acho que deviam também explorar o lado obscuro do islamismo como fez o Jornal Frances para terem uma resposta merecida à essa merda que fizeram com o respeito às pessoas que não compactuam com isso.
Dilzeli 11/09/2017 12h49min
Nojo! Querem fazer ok mas com dinheiro público não! Afinal eu não concordo q com o meu dinheiro façam uma exposição ofensiva e destrutiva para a família! É necessário q aumente o conservadorismo!n
marcos cesar 11/09/2017 12h47min
Prezado Davi.nPerceba que somos massa de manobra.nOs bancos, assim como varias outras instituições de poder, usam artimanhas disfarçadas de apoio ao LGBT, feminismo, índios, Igualdade, da arte, entre tantas outras, disfarçadas de cultura. Mas o grande objetivo é de corromper e afastar uma nação de sua fé, emburrecer a sociedade. Porque acredite ou não isso mais do que vende, a controla.nSe duvidas, pesquise "Escola de Frankfurt" e "Agenda Socialista".nObserve que os Maus Capitalistas financiam
ALEXANDRE BRONZERI 11/09/2017 12h43min
Essa exposição é imoral. Um desserviço a nossa nação. Tenho convicção que existe interesses ocultos.
Lucia 11/09/2017 12h43min
Meu repúdio ao banco Santander. Fico indignada de como um banco apoiar algo tão medíocre. Por que não apoiar e investir na educação e saúde?
Francisco 11/09/2017 12h43min
Na Alemanha nazista se censurava aquilo definido como "arte degenerada". Santander deve ter Goebbels como acionista
Antônio 11/09/2017 12h42min
Acho ridículo o pessoal que critica. Lembre que vc foi por opção participar da amostra cultural. Não gostou? Va embora!! O ignorante acha que tudo tem que atender seus conceitos, preconceitos e valores. Caso contrário está errado.
Lucas 11/09/2017 12h41min
Ultrajante,nojento,queria no Santander só para poder encerrá-la
Pablo 11/09/2017 12h31min
Nem 10% das pessoas que estão comentando viram a mostra. Ficam só repetindo o que leram no face. O verdadeiro pecado e á ignorância. GAÚCHO SÓ QUER FOTO DE MATE É CHURRASCO!!! IGNORÂNCIA É FODA.
Manu 11/09/2017 12h27min
E pensar que essa cultura inútil foi financiado com o dinheiro público!
Sergio 11/09/2017 12h25min
Imagens doentias mostrando seres mentalmente degenerados, climas diabólicos, satanistas, infernais. Se isso é alguma celebração, só pode ser celebração ao demônio.
Ricardo Roehe 11/09/2017 12h19min
Olha não vi nada de arte e sim um monte de baboseira, claro que vai sair com outra cabeça, só se for de retardado.kkk
Sacallama 11/09/2017 12h15min
Pra se incomodar em levar cultura pro Rio Grande do Sul. Ainda bem que o teatro Santander está em Samoa.
Eder 11/09/2017 12h12min
A questão não é ser gay ou cristão, e sim as atitudes agressivas! No Brasil a liberdade de expressão ofensiva está valendo só para um lado, em nome da democracia pode atacar! Já nós Cristãos temos que ser agredidos calados, caso contrário é intolerância e homofobia, a constituição não me dá direito a ofender e sim ser livre ser o que quero ser, dentro das leis é claro!
Sil 11/09/2017 12h11min
Não podem ser homossexuais entre 4 paredes? Nos somos heteros em casa. Ser cristão signica amar os seres humanos, não suas perversões. Cristao não é sinônimo de trouxa, nem permissivo.
Eder 11/09/2017 11h23min
Livre arbítrio, amar o próximo como a si mesmo = tolerância, quero ser cristão? Sou, quer ser gay? Seja, quero fazer uma exposição de minha fé? Posso, quer fazer uma exposição da opção sexual? Pode. O direito termina onde começa do outro, pra que mexer com quem tá quieto? Em nome da democracia não posso fazer uma exposição homofóbica e vice versa, como cobrar tolerância sendo intolerante? É uma via de duas mãos, só está certo quando não se invade a do outro!
ADRIANA CARDOSO 11/09/2017 11h21min
simplesmente riducula essa mostra, se fecho antes, não e por causa da menoria e sim pela falta de respeito.
Heverton Marques 11/09/2017 11h13min
Engraçado foi não ver nenhuma obra de arte falando ou zombando do Maomé ou as crenças muçulmanas sera porque ? somente as crenças cristãs acho que e porque o pessoal que segue a Maomé e mais tolerantes que nos (sarcasmo).
Junior 11/09/2017 11h03min
Pois é Lidia Emilse Greco, na sua visão não tem problema nenhum em pedofilia e zoofilia... a maldade está nos olhos de quem vê problema nisso, é isso? Pois no meu conceito isto está totalmente errado, e não está nos meus olhos, mas no ato em si. É simplesmente abominável pedofilia e zoofilia. E também na intolerância religiosa. Ninguém está reclamando das obras LGBTs, mas sim nas atrocidades que vão além do aceitável.
Morlon 11/09/2017 11h01min
Aqueles que aqui apoiam esta "exposição" aberrante e insultuosa, são doentes e deploráveis como tal.
M.silva 11/09/2017 10h54min
O banco fez correto em freiar essa obra que mais parece um circo de horror.achei que o banco iria continuar a cair no descredito da pppulaçao em promover essas aberraçoes.querem discutir diversidade ?aluguem um motel e chamem os seus coriligionarios e o façam sem propagar essa cultura que mais parece uma obra satanica.acho que o banco nao vai jogar lixo uma credibifade. Conquistada com muito esforço e trabalho ao dos anos.sensata a decisao de acabar esse centro de encontros amorosos.
Klaus Pereira 11/09/2017 10h53min
Para que não haja dúvidas. Para ficar claro. A Constituição proíbe a censura e também garante o direito dos que querem protestar. Cumpre ao estado garantir a segurança de ambos. Fica a exposição e permanecem os protestos. Ambos com segurança e respeito.
EDSON MOREIRA RIBEIRO 11/09/2017 10h33min
Uma vergonha, utilizando símbolos cristão para demonstrar opinião, onde que, o símbolo nem de longe significa tal situação!!! Isto é provocação, fiquei horrorizado com a caixa cheia de "hóstia" escrita em vermelho as partes do corpo principalmente partes íntimas da mulher... Depois querem se legitimar dizendo que "a maldade está em quem ver!!!"
Ísis Ewert Moreira 11/09/2017 10h31min
Por que é que esse cara (curador) ainda não foi preso?! Zoofilia, Pedofilia, e vilipendiamento religioso são crimes!!!nOutra: quadro com bacanal?! O que é isso??!! Uma exposição criminal e vilipendiosa com rótulo de boazinha: um lobo com pele de cordeiro!!!nE por último: um establishment eletista que mostra um monte de porcarias intituladas de arte. Portando, não daria para dizer "que o rei está pelado??"nE mais outro ponto a citar: essa exposição foi financiada pela lei Rouanet!
Isabel 11/09/2017 10h31min
Ouvi alguém dizer "desrespeito ao cristianismo". Que gente hipócrita e ignorante! É só chegar perto da vida dessas pessoas que lá estaremos a hipocrisia, o "faça o que eu mando e não faça o que eu faço".
celso gois almeida 11/09/2017 10h17min
Como tem pervertido nesse país. Inúmeros comentários defendendo o indefensável. Pornografia, pedofilia, perversão sexual, intolerância religioso, atentado ao pudor...e esses tarados falam "arte". Cadeia nesses doentes ou manicômios judiciários.
Regiane 11/09/2017 10h12min
A liberdade de expressão é um direito do cidadão, mas desde que não viole direitos de outrem. Ora, na minha opinião esse tipo de exposição viola o direito de cristãos e das famílias. Ademais, no meu ponto de vista isso é depravação e não arte. Essa é a liberdade que tenho de opinar. Ademais, Santander, tenho o direito de cancelar a minha conta corrente em sua agência, tendo em vista não gostar do posicionamento desta instituição diante da sociedade.
Beto Moraes 11/09/2017 10h10min
Líbelo(!!)... Ãhn, Ãhn...
Valdo 11/09/2017 10h06min
É lamentável... vi apenas o video já senti vontade de vomitar, porém o que mais me deixa indignado é que tem dinheiro meu patrocinando essa lavangem de porcos em forma de Cultura, ainda bem que foi fechado e que isso se reverta em prejuízos para esses curadores inescrupulosos e que a sociedade não se sinta intimidada pela imposição de quem se diz livre pra fazer o que quiser pois isso não é liberdade é libertinagem, querem viver sua promiscuidade vivam entre si.
Cassiano 11/09/2017 10h01min
Que Dinheiro alheio? O dinheiro é público!!!!! São pagos com impostos que inclusive LGBTS pagam e que as igrejas NÃO PAGAM !!!!! A exposição está lá para quem quiser ver, se NÃO gosta do conteúdo, vai pro shopping consumir entretenimento de massa e continuar com a cabeça fechada para o mundo.nO preconceito ,a intolerância e menos ainda a igreja tem o direito de dizer o que é certo ou errado, isso cabe a cada um, por isso o livre arbítrio. n
Norildo Andrade 11/09/2017 09h58min
Arte!!!!???? Falta de talento faz com que estes pseudo artistas apelem para estas aberrações!!n
Miriam Carla Romão 11/09/2017 09h58min
Impressionante, a cada minuto o "Brasil" me desfere um soco no estômago. Lamentável, mas a ignorância é perpétua. Ainda hoje grupos, indo como seus pezinhos a uma exposição de arte e saem bradando contra, exiigindo o fechamento da exposição, e o pior, são atendidos. Ai maluco, está dificil manter a saúde por essas bandas daqui.
Jorge 11/09/2017 09h54min
Tem que cancelar essas aberrações mesmo, vão se mostrar em motel, bando de desocupados.
Lidia Emilse Greco 11/09/2017 09h48min
A maldade está nos olhos de quem vé!
marcel esperante 11/09/2017 09h46min
A todos conservadores de plantão e pseudo defensores da moral e bons costumes: comparada a todos os crimes que a santa Igreja já cometeu com suas "guerras santas" que foram desculpa para cometer todo tipo de atrocidades em nome da fé e da moral, suas inquisições que perseguiram, mataram e queimaram quem não compartilhava de sua visão de mundo até os dias de hoje com seus inúmeros crimes de pedofilia encobertos pela Santa Sé, as imagens dessa exposição são brincadeira de criança
Alex 11/09/2017 09h46min
Jesus é legal, mas esse fã clube dele é muito escroto e hipócrita.
joca 75 11/09/2017 09h46min
Cancelar a exposição é uma demonstração clara de conservadorismo. Assim como o artista tem o direito de se expressar da maneira que quer é também direito do espaço definir o que quer ver exposto em seu espaço. não entendo porque as pessoas ficam tão incomodadas com uma baboseira dessas mesmo assim não nego a adm do espaço recindir a exposição.
Nilson Modesto 11/09/2017 09h45min
Queria saber se os cristãos ofendidos nessa exposição irão cancelar seus investimentos no banco, não né? O dinheiro é que dita as regras no pais da corrupção.
Adão Magnus Marcondes Proença 11/09/2017 09h36min
Os comentários refletem a "torre de babel" que a nossa sociedade reflete hoje: nossa realidade confusa, obscura, radical. Bárbara realidade essa nossa!n
Eduardo 11/09/2017 09h28min
Censura leva a ignorância, já podemos observar aqui. A falta de informação da grande massa mantém algumas pessoas no comando, usando o nome de um deus, eles precisam atirar pedras para continuar existindo e disseminandonsuas mentiras. E assim se perpetua a intolerância.
Valeska Velloso 11/09/2017 09h12min
Isso não é arte! Desrespeita à religião, faz apologia aos Crimes de Pedofilia e Zoofilia. Irresponsabilidade do Santander autorizar uma exposição desta. Lamentável!
Lo 11/09/2017 09h03min
Se acham que é inquisição então que seja pra quem incentiva pedofilia e zoofilia ,como esse artista e os que acham normal.isso não é arte é pura maldades com inocentes.
Eder 11/09/2017 08h57min
Jesus da o direito ao livre arbítrio, mas o direito de cada um termina Onde começa do outro, cada um é o que bem quiser, e cabe a todos tolerarem escolhas e ponto, e que não haja agressões daqui pra lá e nem de lá pra cá em nome de liberdade de expressão, são livres para mostrar o que são mas respeitem também o que sou ( Cristão), esse respeito eu não vi quanto ao Imaculado Jesus.
Marcos Adriano de Carvalho Marcello 11/09/2017 08h51min
O mais engraçado, é ver comentários com defesa desse tipo de "arte".nAviso ao MARIO VINICIUS - quem deve procurar ajuda terapêutica, é você. Não aceitar homossexualismo é direito de cada ser... aviso: sou homossexual, mas não quero que as pessoas aceitem o que sou! É opção minha!
Jaaues 11/09/2017 08h35min
Isso é um lixo nFalam bonitinho e etc....porem, isso não representa a sociedade brasileira, não existe cultura nisso aí, não existe nem um valor benéfico, valor familiar, algo que exalte o homem ou mulher como seres.nO que vi aí é uma aberração aos valores FAMILIARES, interesse financeiro de um banco a um grupo que vai contrário à maioria de seus clientes. nPortanto SANTANDER, retirarem todas as contas minhas da sua agência ja que na minha opinião a sua posição é uma aberração à maioria
Marcus 11/09/2017 08h22min
Desenhar homem estuprando um cabrito, comparar Jesus como um macaco.nCenas de sexo.bizarro.nnIsso não e'arte nem aqui nem na China.nn
Edilson Nour 11/09/2017 07h41min
800 mil reais da Lei Rouanet jogados no lixo! É só!
Nasa 11/09/2017 07h34min
Eu vi as fotos de algumas "obras". Um absurdo o desrespeito. Não trata-se de não quer ver não vá. Como tu explica esta absurdo quando crianças são levadas pelas escolas (amplamente dominadas por "professores" esquerdistas. Profissionais em sua maioria que ali estão como única alternativa de renda. Concurso fácil). Não sou católico praticante, mas acho ofensivo a agreção à qq tipo de religião). QUANDO VAMOS MUDAR ISTO? QUANDO O CIDADAO DE BEM VAI RETOMAR SEU LUGAR???? Chega!!!!!
Nasa 11/09/2017 07h31min
Me dei ao trabalho de ler os comentários e pesquisar na Internet quem eram as pessoas que se posicionaram a favor da exposição. Para aqueles que colocaram o nome completo, fácil de achar. Basicamente: ativista do PT e Professor de História. Parei no 5o pesquisado. Precisa dizer algo mais???
Klaus Pereira 11/09/2017 07h30min
Deplorável a atitude do Santander em pactuar com essa censura. Lastimável a atitude dos Sartori, Marchezan, Alabarse em apoiarem com seu silêncio esta censura. O dever dos gestores públicos e garantir o direito a livre expressão. A Constituição brasileira e literalmente contra a censura e aos homens públicos cabe defende-la e fazê-la cumprir.
Andressa 11/09/2017 07h20min
Alguém aqui sabe mesmo como funciona a lei rouanet, vocês sabem que o dinheiro captado não é público e sim de empresas que abatem nos seus impostos quando investem em projetos da rouanet.nInformem se antes de falar bosta por aí.
Stephanie 11/09/2017 07h06min
Desculpa mas tive o desprazer de ler um comentário e digo se tem pessoas tão preocupadas com o dinheiro público então não é esse tipo de trabalho que tens que estar criticando. Por favor criatura. o direito de livre expressão ainda é LIVRE!nE mais meus queridos leigos no assunto, vcs antes de criticar leiam a obra pela qual estão aí perdendo seu tempo sendo homofóbicos?nContinuem aplaudindo ladrão religioso e sejam as pessoas que acham ser crentes e votem nesses!! Aí sim terão oq criticar!!
Fagner 11/09/2017 07h05min
Só acho q menções sexuais tem hora e lugar pra acontecer ou ser exibido... nao questiono o resto...
Mariana 11/09/2017 04h19min
Quais dos comentaristas aqui estiveram na mostra?
Ana 11/09/2017 03h43min
Não sou preconceituosa, mas apologia à pedofilia, sexo usando animais não aceito. Desculpem.. tem arte muito melhor para ser mostrada.
sueli m.corazza 11/09/2017 03h09min
Perderam a decência,totalmente, fotos de animais sendo usados para sexo é ABOMINAVEL,não venham com conversinha de que são ridiculos e preconceituosos, querem fazer esse lixo, façam em vossas casas, ofereçam um churrasco para os que gostam e se exponham lá em suas casas com o dinheiro de voces, não do BRASIL, que precisa de SEGURANÇA,SAUDE,EDUCAÇÃO, é uisso que falta para vocês ESCOLA, VERGONHA E CARATER, sejam o que quiserem mas não exponham, nada em lugares publicos.
Lu 11/09/2017 01h22min
Isso não é arte, é um lixo,escrotal.....
Ana Cristina 11/09/2017 01h17min
NA EXPOSIÇÃO MOSTRARAM HÓSTIAS COM DIZERES "ÂNUS", "VAGINA", "PÊNIS". NUM CLARO DESRESPEITO A RELIGIÃO DE MUITAS PESSOAS.nO art. 5º, VI da Constituição Federal de 1988 dispõe que "é INVIOLÁVEL a liberdade de consciência e de crença. Tal princípio engloba a liberdade de consciência, a liberdade de crença e a liberdade de culto. A Constituição também garante a liberdade de manifestações culturais, porém esta liberdade não é ilimitada.
Juliano 11/09/2017 00h59min
Olha uma coisa é certa se fosse ao contrário hummmnO barraco tava armado antes da exposição acontecer. Quer expor falta de educação e agressão a valores morais faça com seus recursos particulares e em locais privados. O respeito é um princípio democrático básico para boa convivência em sociedade.
Peterson Beltrame 11/09/2017 00h13min
Uma afronta essa exposição de lixos. E saber que usou a tal Lei Ruaner pra isso . Se o banco seguisse com a exposição eu iria fechar a minha cinta lá amanhã mesmo.
Alexandre 11/09/2017 00h11min
Essa é a taça da prostituta referida no Apocalipse, se convertam, estudem o que está acontecendo no mundo.
André Lopes da Cunha 11/09/2017 00h08min
Como alguém em sã consciência utiliza o termo ideologia de gênero? Só pode ser mais um evangélico alienado.
artur 11/09/2017 00h07min
Arte não se discute! Arte é arte. Se o pessoal estiver insatisfeito, que vá a igreja ser extorquido, ou a qualquer outro lugar. Não precisa ir ver o que não se suporta ver, POR MEDO DE PARECER SER O QUE NÃO SE QUER SER!!
Ana Lodi 11/09/2017 00h02min
Ridículo fechar um exposição com intuito de educar para a diversidade por conta de protesto de preconceituosos e fundamentalistas. Se assim for, nunca sairemos da idade das trevas.
Ruben Tatarana 10/09/2017 23h39min
Um dos primeiros atos tresloucados de Temer foi substituir quadros de Portinari pelos de Romero Brito. Pelo visto a moda dos que não entendem nada de arte pegou. Que vergonha o Santander se curvar à ignorância e à censura. Quem não gosta da arte e da instigação que lhe é inerente que fique em casa assistindo novela e deixe quem quiser pensar e ter acesso a arte livremente ter esse direito.
Marcelina das Graças de Almeida 10/09/2017 23h38min
Sinceramente, não vejo de errado no conteúdo da exposição. A arte, de algum modo, deve retratar as contradições e questionamentos da vida.
Klaus Pereira 10/09/2017 23h31min
Deplorável a atitude do Santander em pactuar com essa censura. Lastimável a atitude dos Sartori, Marchezan, Alabarse em apoiarem com seu silêncio esta censura. O dever dos gestores públicos e garantir o direito a livre expressão. Lembretes: entra quem quer, ninguém foi ou é obrigado a assistir uma exposição e em São Paulo frente a problema idêntico na Bienal, o estado garantiu o direito aos protestos frente a Bienal, mas manteve a exposição. Uma maturidade que não vemos no RS.
Paula 10/09/2017 23h26min
Aqueles q estão criticando o Cristianismo e citando a Inquisição, sugiro q estudem melhor isso.Em 1998 o Papa São J Paulo II e o Vaticano abriram os arquivos do Santo Ofício(o sucessor moderno para a Inquisição) para uma equipe de 30 acadêmicos(ateus, de diversas religiões e cristãos), de todo o mundo.Eles chegaram à conclusão q não foi assim como contam.Leiam, p explo:Edward Peters(1988) e Henry Kamen e A Inquisição Espanhola(1997).A Igreja julgava sem matar e torturar, os governos q matavam.
Brenno 10/09/2017 23h15min
É impressionante como qualquer intervenção na iconografia religiosa é capaz de jogar as calcinhas dos "conservadores" pra cima. Se utilizassem essa energia toda pra combater, por exemplo, os inúmeros casos de pedofilia e o poscionamento da Igreja em jogar isso pra baixo da tapete...
Paula 10/09/2017 23h04min
Aos desavisados que apoiam essa porcaria que chamam de arte: CP - Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940. Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa. A sua liberdade de expressão vai até onde não afeta e não ofende a crença e o direito do outro. Isso é democracia!
Sergio 10/09/2017 23h03min
Que absurdo !!!, Censura no século XXI, incrível, é inacreditável.
R. Mutt 10/09/2017 22h53min
"Entartete Kunst - literalmente Arte Degenerada - foi a designação que o regime nazi da Alemanha deu genericamente à arte moderna, a toda aquela que não fosse figurativa, imitativa, realista ou tradicional. Nesta classificação incluíam-se sobretudo as obras vanguardistas da pintura e da escultura de carácter abstracto, surrealista ou expressionista. Os autores destas "aberrações" eram, segundo os nazis, alegadamente judeus bolcheviques - uma ameaça, portanto."
Harry 10/09/2017 22h53min
Apologia a pedofilia tem que ser proibida sim.n
yasmin 10/09/2017 22h42min
Essa exposição é um ataque e zombaria ao povo brasileiro. Dinheiro público usado para promover a pedofilia, zoofilia e a chacota ao Cristianismo. Desrespeita todos os princípios e moral da nossa cultura. Nós brasileiros não aceitamos e repudiamos todos os envolvidos nessa repugnante exposição, que jamais deve ser chamada de arte, isso é o culto ao ridículo e ao imoral. É VERGONHOSO que um banco como o SANTANDER tenha feito algo como isso.
Pedro Monsev 10/09/2017 22h36min
Todo moralista é canalha.
MARIO VINICIUS 10/09/2017 22h31min
Enquanto este tipo de exposição não tiver certos avisos na porta, elas sempre gerarão problemas: Alguns avisos recomendáveis: Se a sua religião está em desacordo com o que foi mostrado, não esqueça que é a SUA religião que está em desacordo; Se acha que a exposição é ofensiva, NÃO VENHA VER!; Se você odeia qualquer coisa que se refira a homossexualismo, procure ajuda de um terapeuta, existe uma GRANDE possibilidade de que você seja um para se sentir tão incomodado.
Priscila 10/09/2017 22h25min
O engraçado é que nós, conservadores temos que respeitar esse tipo de ato (mesmo que forçados) mas não somos respeitados! Cada um é livre pra ter sua opção sexual, mas daí denegrir imagens e símbolos religiosos! Exposição que afeta a religião brasileira, incitando a pedofilia, liberdade de gênero... Faça-me o favor de RESPEITAR o próximo para SEREM RESPEITADOS! Graças a Deus não sou correntista do Banco Santander e não apoio ninguém a ter conta em um banco que NAO ME REPRESENTA!
Robert Hermann Kolberg 10/09/2017 22h23min
Espero que o Banco devolva o dinheiro captado, e peça desculpas as pessoas cristãs.
Vik 10/09/2017 21h37min
Seria interessante saber quantos dos autores desses comentários se deram o trabalho de ver a exposição. A sensação é que simplesmente começarem fantasiar sobre alguma projeção das suas próprias cabeças
Jefferson 10/09/2017 21h34min
No meu ponto de vista a exposição apenas está expondo o que é uma realidade intima da humanidade, há o fato de expor a questão de gênero que é ótimo, não vejo problema algum, é uma pena ter sido cancelado por causa de um conservadorismo religioso hipócrita de nossa sociedade.nSegundo Carl Jung, as pessoas tendem a criticar nos outros tudo aquilo que reprimem em si mesmo, literalmente, atacamos aquilo é que mal resolvido em nós mesmo.
Alberto S. de Arruda 10/09/2017 21h25min
A minha preocupação é que este fato indica que a agenda cultural do país será ditada pelos preconceituosos, homofóbicos, religiosos atrasados, etc. A tela "a origem do mundo" - Gustave Courbet certamente jamais estará exposta em nenhum museu no Brasil devido a intolerância.
Maria Helena Rial 10/09/2017 21h07min
Alguns comentários aqui conseguem ser tão abjetos quanto esta patética exposição.Um pensa que o banco pode perder correntistas mas não deve encerrar a mostra.Não deve ter a menor ideia do que é um banco.Eu pessoalmente penso que estes "artistas" podem sim retratar as próprias mães fazendo sexo com os cães,não me atinge.Mas quando captam quase 1 milhão de reais de dinheiro público para expor este lixo,me atinge.Atinge aquelas crianças que estão morrendo pq o sistema de saúde público não funciona.
maria 10/09/2017 20h58min
Ninguém é obrigado a ir exposição, quanto a crianças frequentarem o local cabe aos pais não levarem ao local durante obras que não são apropriadas a ela estarem lá.Quanto aos religiosos, fariseus e hipócritas precisam se justificar através do seus preconceito e ignorância, por são como fariseus ,tentão se justificar com moralismo, que como capa que usam para esconder quem realmente são.mas, de DEUS a quem dizer servir não escondem quem realmente são,serão vomitados ,pq são mornos.
David de Oliveira correa 10/09/2017 20h56min
Façam o que quiserem mais com o seu dinheiro não o do povo, e Jesus so defendeu prostitutas ,ladrões e outros porque eles deixarem pratricar esses atos, agora vem esse pessoal que so esta levando nosso dinheiro e querem se postar como bonzinhos , duvido que algum deles façam algo gratuitamente em beneficio do povo
Luiz 10/09/2017 20h53min
Só os ingênuos acreditam na tolerância dos cristãos. Lembram da idade média? Da inquisição? Está no DNA deles. Infelizmente.
Beth Nunes 10/09/2017 20h47min
Exposição à parte, o Santander está muito desorganizado. O espaço cultural combinou c/o público (através da mídia) passaro filme JULIETA (Almodovar) sessão das 15h neste domingo 10/9. Passava da hora e uma grande fila esperava, no lado de fora, no sol pela a abertura das portas. Ninguém apareceu para explicar. Se soube que o Santander não combinou com os funcionários de irem trabalhar. Não tinha pessoas para a bilheteria nem projetista... Sá às 15h30 vieram dispersar a fila. Um desrespeito
Terezinha 10/09/2017 20h43min
Bom, se desrespeito com a família e a religião, se chama agora arte, então estao carecendo de inspiração estes "artistas"! Liberdade de conquista respeito, não com imposição de aberrações aos olhos e ainda com o dinheiro alheio!
Larissa 10/09/2017 20h43min
Deixa eu só entender uma coisa, a visitação era obrigatória a todos os moradores da cidade?
Mário Érico 10/09/2017 20h27min
Sr.Gaudêncio Fidelis (curador), a sociedade de Porto Alegre, não tem que engolir a ideologia de gênero, goela a baixo, a pretexto de democratizar os espaços de discussão sobre o tema da diversidade, na medida em que um museu, é democraticamente frequentado também, por pessoas sem senso crítico ou discernimento suficientes, conhecidas como CRIANÇAS e que não devem ter acesso a tais conteúdos. Ao presidente da instituição, lembro apenas que os correntistas, saberão avaliar melhor o caso.
Alexandre 10/09/2017 20h26min
Uma sujestão a quem não gostou do cancelamento da exposição, convidem o artista pra expor em algum prostíbulo, vai ser um sucesso. Quem tem razão é o cliente.
Mário Érico 10/09/2017 20h20min
O encerramento da exposição Queermuseu, no Santander cultural, pela quero crer, influência da diretoria do Santander, foi tão arbitrária quanto proibir a venda de bebidas alcoólicas a menores. Então, parabéns pela decisão! O que eu gostaria de entender é, como uma curadoria de um centro cultural da relevância de um Santander, não consegue separar o Joio do trigo e avaliar o quão impróprio foi a abordagem "artística", ao importante tema da diversidade, nesse espaço.
Jacy Júnior 10/09/2017 20h18min
Tentar empurrar certas coisas goela abaixo do brasileiro é impossível. Abaixo, minha opinião sobre o ocorrido:nn"Sou gay, mas definitivamente REPUDIO com veemência este abuso com o dinheiro público. Além obviamente da imoralidade e indelicadeza que estão tratando tal assunto. Onde deveria ser algo leve mas como uma afronta, tentando impor goela abaixo tais coisas.nnGays, lésbicas, transexuais e trangeneros sendo expostos de forma horrenda como nesse Banco miserável. Que ao meu ver só aumenta ainda mais a repulsa da população sobre os LGBTQs que levam ( ou tentam) levar suas vidas de forma digna,aqueles que tentam de Faro serem respeitados nessa sociedade. Já não basta a miséria imposta nas paradas gay que a muito deixaram de ser algo a trazer respeito, mas o que acontece é transformar ainda mais o mundo gay em algo engraçado ou nojento com tanta demonstração de sexo e depravacoes mil pelas ruas."
João Fernando Piovan 10/09/2017 20h18min
É surpreendente o Santander cancelar a mostra.A função da arte é instigar o espírito humano.Entendo que possam ter fechado devido ao risco às obras e à casa do Santander,porém talvez pudessem aumentar a segurança e manter a amostra.Conforme comentários anteriores,a opção de ver ou não é das pessoas,existe o livre arbítrio,até como uma dávida divina,considerado por parte de algumas religiões cristãs.Acho que as pessoas podem cancelar cartões e contas,mas o Santander não deve fechar mostra.
silvio correia de campos 10/09/2017 20h15min
SÓ A INTERVENÇÃO MILITAR VAI ACABAR COM ESTA POUCA VERGONHA
Beth Queijo 10/09/2017 20h11min
uma coisa é clara, quem reclamou não tem a menor noção do que é arte.Sabe apenas de seu preconceito. Pena, muita pena dessas pessoas.n
Josiane 10/09/2017 20h06min
Copiado do Ramiro que é advogado!!nArt 5º, IX CF - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;nXIII - é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer; nArt. 215 CF. O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais.
Caio sergio 10/09/2017 20h02min
Jesus certamente seria contra o fechamento da exposição. Jesus que defendia prostitutas. Era um homem sábio. Esses que se dizem cristão são apenas fascistas...
Márion 10/09/2017 20h01min
A censura voltou! Que absurdo! E com apoio de torcida obscurantista!
Fabio 10/09/2017 19h59min
Nova Idade Média. Daqui a pouco tão queimando os artistas na fogueira - não duvido q já tenha quem defenda isso.
Ricardo 10/09/2017 19h57min
Chocado com os comentários aqui. Realmente voltamos a uma discussão da idade média cristã. Daqui a pouco vai voltar a ter um índice de proibição de obras.
Márcia costa dos santos 10/09/2017 19h45min
Com o dinheiro público não,os moderninhos que me perdoem mas respeitar a cultura e a religião dos outros é fundamental em um país que se julga laico.Parabens a todos que se manifestaram contra essa pseudo arte.E quem acha que a Europa e melhor,veja para onde o politicamente correto está levando este continente.nn
Patrícia 10/09/2017 19h41min
Simplesmente...PODRE!!!!!! Querem empurrar de qualquer forma essa porcaria!
Fabiano 10/09/2017 19h29min
Inacreditável!! E como se não bastasse, escutamos no áudio do curador da exposição a seguinte frase: "há aumento de uma onda conservadora", ou seja, eles acham-se os certos e o restante que discorda são os "conservadores". Por fim, não há ideologia que prevaleça se ela é contra o que é natural.
Itamar 10/09/2017 19h28min
Foi esse Banco que dispensou uma funcionária a pedido do Lula.
Miguel 10/09/2017 19h27min
NUNCA PERMITIREMOS QUE DESRESPEITEM A NOSSA CULTURA JUDAICO CRISTÃ
Gustavo Reolon 10/09/2017 19h21min
O mais estranho é, mesmo com a divulgação do conteúdo demente da tal "exposição" ter um monte de depravados reclamando do fim dessa imoralidade. A questão não é religião, mas lei. Houve jovens e crianças sendo expostos a esta insanidade! Discutir sobre a diversidade é muito diferente de incentivar pedofilia e zoofilia! Querem discutir isso, vão para outro país! Não farão falta o Brasil. Se bem que estes que reclamam devem ser os autores e seus parceiros...
Anderea 10/09/2017 19h19min
Então é pra expor tudo? Façam o seguinte então: Coloquem a escravidão que o Islã está fazendo com os "escravos" em países muçulmanos.nPorque razão o Santander, apenas criticou o cristianismo?nPorque não criticou o ateísmo que também matou milhares de pessoas?nPorque não criticou o Islã - que é uma ideologia - que nos anos entre 1500 a 1600 escravizou pessoas brancas?nPorque não criticou também o comunismo que matou milhares de pessoas no mundo inteiro e ainda mata?nFaça-me o favor! Me poupe!
Myriam Vieira 10/09/2017 19h18min
Parabens ao Santander que RETIROU essa porcaria de exposição!!!nSe não retirasse eu cancelaria meu cartão
jerri 10/09/2017 19h16min
Cara quem é esse que está comentando?nMe ajuda por favor, é o final dos tempos, estamos voltando ao princípio de tudo, onde não havia razão, só instinto.
Cleiton 10/09/2017 19h08min
Quem manda no Santander? Meia duzia de militonto ou os clientes pais e maes de família? Chupem!
Rogério Weber 10/09/2017 19h07min
Que pena que o Santander tenha se rendido aos ignorantes e preconceituosos que querem impor sua visão do que é ou deixa de ser arte. Quem não gosta não vai mas deixa que os curiosos e/ou interessados possam ir... Eu que sou brasileiro e moro na Espanha onde vou a decenas de exposição por ano me envergonho da atitude de manifestantes que pedem o fim da exposição e também me envergonho pelo banco que cedeu. Uma pena!
Cesar Augusto Martins Fassina 10/09/2017 19h06min
Muito triste ver a exposição ser retirada um mes antes. A onde e a quem ela ofende? Hoje em ampla discussão social sobre genero e direitos LGBTQ todos direitos humanos. Quem e a pessoa responsavel por tirar a exposição? quem sao estas pessoas neste mundo atual? Sou gaucho e sempre me orgulhei da arte da minha terra, sempre que piso em Porto Alegre vou a todas exposiçoes. Muito triste sw presenciar neste retrocesso logo no prédio do Santander onde sua construção ja demostra mistura de estilos.
Ivan 10/09/2017 19h02min
Só se preocupam na hora que dói no bolso Santander? As pessoas que acharam isso uma afronta tem como mostrar sua indignação ! É só ir ao banco Santander amanhã pela manhã e encerrar sua conta neste banco !!!
Atos Henrique Fernandes 10/09/2017 19h01min
se agente zoa os gays é homofobia se eles zoam agente é liberdade de expressão, brincadeira né
Dayana 10/09/2017 18h58min
Gente, expor quadros que retratam pedofilia e zoofilia só poderia vir de artistas doente. E quem apoia tal coisa é tão doente quanto, sem contar que ambos os casos são crimes. Parem de achar que tudo é contra a causa LGBT. E ainda tem gente aqui querendo dizer que não concordar com tal coisa é falta de conhecimento de arte? Em que mundo vcs vivem. E eu que apoio a causa animal não posso ter voz contra esse absurdo, tenho que achar natural? Quanta imbecilidade.
Anna 10/09/2017 18h50min
Liberdade de expressão não impede que ofensa outros. E em que mundo apologia a pedofilia e zoofilia é arte? nEm que mundo vcs vivem para achar que ofender os cristãos é ser Queer... Muitos LGBTs são cristãos e não estão de acordo com nada do que tinha nessa exposição.nNão havia nada de relevante, somente crianças em situação de sexualidade exacerbada, desrespeito a símbolos religiosos.nRidículo.
rockson 10/09/2017 18h42min
depois de um disparate desse. podemos não. nós devemos pedir a esse banco que encerre suas atividades nesse país.n
Luisa 10/09/2017 18h42min
Isso me remete a inquisição! Os não cristãos como eu gostaríamos muito de ter o direito de ter acesso a essa mostra e poder opinar de maneira consciente e pacífica sobre o que achou da mostra! Vem pro Rio de Janeiro!
Daniela Labra 10/09/2017 18h36min
Uma discussão dos ano 1950. Que constrangimento.
Alexandre 10/09/2017 18h27min
Não há o que se debater sobre isso. Um banco que promove esse tipo de coisa, e tem incontáveis clientes Cristãos, deu um tiro no pé, o cliete sempre tem razão, meu queridos!
Viviane 10/09/2017 18h23min
Achar que zoofilia e pedofilia é arte é tão doente quanto achar que a crítica é contra as pautas LGBT.
Flávia Martins 10/09/2017 18h13min
Santander se rendendo ao preconceito. Não é de se espantar que essa Instituição esteja do lado dos que se dizem "família tradicional brasileira" ,que de arte, nota-se, não entende nada. É ultrajante calar-se diante de tal censura! Nota-se também o reflexo da falta do ensino de arte em nossas escolas e na formação de nossos cidadãos! Por outro lado, a exposição tocou exatamente no ponto principal de sua crítica... para os artistas, críticos e interessados em arte, objeto alcançado!
Alex Rodrigues 10/09/2017 18h08min
Imagino o nível do protesto que vai acontecer "pela liberdade de expressão..." - Imagino!
Ricardo 10/09/2017 18h07min
Me impressiona que o Santander não tenha tido o mínimo de clareza em expor esse lixo que alguns imbecis chamam de arte.nUma verdadeira palhaçada.nUm bando de gays mal amados ficam dando xilique por que não conseguem transformar todo mundo em gay como eles.nRespeito à diversidade é uma via de mão dupla.nRespeitem-nos para serem respeitados.nNão há como impor sua vontade aos demais. Temos as nossas próprias.nSou hetero, Cristão, armamentista, contra as drogas, contra o aborto e de direita.
Fernando 10/09/2017 18h03min
Concordo que a arte não pode ter controle. Minha conta corrente pode. Sou correntista do banco Santander. Amanhã não serei mais. Não tem sentido eu fazer negócios com uma instituição que não tem os valores culturais que eu prezo.
Flavio 10/09/2017 18h03min
Pouca vergonha de vocês cambada de nercios. Querendo impor uma vergonha de prostituição como se fosse arte. Arte é viver a palavra de Deus... exposição dessa não é milagre é demônio. Milagre é o que Jesus fez de morrer pelos nossos pecados e ele sem pecados carregou as nossas dores...nA bíblia fala da imundície em Romanos CP.1 vs:16 &n1° coríntios CP.5
Elio 10/09/2017 17h50min
Estamos a caminho cada vez mais veloz do Fascismo. Querem ser país de Primeiro Mundo, mas, não entendem o sentido da liberdade de expressão. Se não acho que meu filho deva ver algo assim, então não o levo na exposição. Agora, uma meia dúzia, por berrar, não deixar os demais exercerem o seu livre arbítrio de ver ou não o que querem, isto é sandice, é retrocesso. Brasil cada vez mais afundado na IDADE DAS TREVAS.
Kris 10/09/2017 17h50min
Se a arte queer incomoda tanto a religião de vocês, então recomendo viajar pra europa e tacar fogo na Capela Sistina. Ou vocês não sabiam que muitos dos maiores artistas do mundo são homossexuais? Nunca estudaram arte na vida e querem ter opinião agora!
jorge 10/09/2017 17h46min
para os que acham que nao tem nada demais , que foi censura , essas bobajadas todas, leva para sua casa . se mete-se isso aqui no rio de janeiro, iria lá com meus irmaos cristaos e nao iria sobrar tela sobre tela.
Nadienne Pinheiro 10/09/2017 17h26min
Engana-se quem acha q é apenas gostar ou não.. PEDOFILIA É CRIME. ZOOFILIA É CRIME. E incentivo a qualquer um dos dois também é. nQuem acha q é só olhar pro outro lado, se não gostar.. tem algum probleminha.. pois concorda com leis.. e gasta com pessoal para mantê-las funcionando.. e depois diz q é só gostar ou não.. Um tal ser tem problemas... e sérios..
Renato Borba 10/09/2017 17h16min
Chega a ser "ridículo" ameaçar uma inst. financ. com o fechamento da sua "continha no banco" alegando ter "poder financeiro" e "controle", o suficiente, pra calar um espaço cultural! hehehe! Típico de quem acredita que um artista vai "calar o seu pensamento" porque você discorda do que viu e se chocou! É mais útil você começar a empreender um bom dinheiro em análise com um bom psicólogo para reavaliar os seus pensamentos do que tentar calar o mundo! Vai lá! Coragem! Procura ajuda!
Lilian 10/09/2017 17h10min
Eu sou cristã e mãe, sempre procurei respeitar a liberdade alheia mais imagens que insinuam pedofilia é grotesco coisa de quem não valoriza uma família. Jamais como mãe vou engolir uma coisa dessa,independente da forma que se denomina.
Adriano 10/09/2017 17h07min
Movimento mais de 600 mil reais por mês em uma das minhas contas jurídicas que é no Santander, mas estarei encerrando amanhã mesmo pelo criterio de reconhecimento de qualquer porcaria como arte. Triste isso.
sergio 10/09/2017 17h01min
pedofilia não é arte..e crime.
Wellington Santiago Lopes 10/09/2017 16h54min
Tenho conta há mais de 10 anos. Sudameris-ABN-REAL-SANTANDER. Estou muito decepcionado com a intuição. Segunda feira volto a analisar a proposta do Itaú personnalitè. Santander, até nunca mais!
Luka de Vargas 10/09/2017 16h53min
Quanto a exposição de crianças as obras, a responsabilidade disso é dos pais, o Santander sede o espaço à exposição, vai quem quer... Na internet existe pornografia a dois cliques de qualquer pessoa, nem por isso é acessada e muito menos os pais cancelam a internet por tal motivo. Hipócritas!
Haru 10/09/2017 16h47min
Cristãos não respeitam a liberdade de expressão e pedem respeito ? Obrigado por me informarem da palestra, irei vê-la com toda certeza.
Renato Borba 10/09/2017 16h45min
A condição que nos mantém em estado de humanidade é justamente a responsabilidade social que o artista tem de, ao apropriar-se da imagem que constrói do universo, ao objetivá-la em arte, levar-nos a um estado de reflexão. A tentatíva espúria de provocar uma espécie de "moralização do pensamento-sentimento", da consciência emocional do artista rouba da sociedade o direito de refletir utilizando como intermediário dessa prática o seu objeto, a sua construção, as suas ideias. Lamentável!
Jorge webern 10/09/2017 16h43min
Jesus protegeu ladrões e prostitutas. Aqueles que pregam a censura e o moralismo em nome de jesus não entenderam a sua mensagem. Seguem às cegas o que lhes é dito... Triste.
FERNANDO FREDO NACIUK 10/09/2017 16h37min
O problema desta exposição é que deveria ter classificação etária, muitas escolas visitam o Santander Cultural, acredito que o que temos ali é um conteúdo adulto, com cenas fortes, que provavelmente mexeriam até com Calígula!!!
Regina Cavalcanti 10/09/2017 16h34min
Voltamos às trevas, voltamos à idade média... meodeos e a liberdade de expressão e criação?
Fernando Henrique Canto 10/09/2017 16h24min
Na hora de censurar e agredir a expressão artística, a "sensibilidade religiosa" do brasileiro é suprema e intocável. Fora isso, a tal "sensibilidade" só serve para promover a ignorância, o egoísmo, a intolerância, incêndios criminosos de terreiros afro, acobertar casos de estupro, e por aí vai. O brasileiro esquece de que, antes de cobrar respeito, deve-se exercê-lo.
Fernando Pimentel Cintra 10/09/2017 16h14min
Vou cancelar minha conta no Santander. Se meu dinheiro é usado para isso...
Lane 10/09/2017 16h02min
Quem quer se incomodado por mimimi que antes de tudo respeite o Sagrado e a fé alheia.Se é a favor da perdição e de satanás que seja sozinho e não simplesmente querer influenciar outras pessoas para o profano e a morte eterna.Viva Jesus Cristo!!
carlos andre perin 10/09/2017 15h59min
Ou eles publicam uma nota de pedido de desculpas, ou eu vou passar do Santander para o Nu Bank. Ou O Santander Cultural publica uma nota de esclarecimento e pedido de desculpas por magoar a sensibilidade da devoção religiosa do povo brasileiro, ou eu vou cancelar meus dois cartões de crédito, Nu Bank me espera
Aldo Siqueira 10/09/2017 15h51min
Baaahhh, mas quando ae faz a exposicao usando de recursos publicos da Lei Rouanet (renuncia fiscal) neste lixo, envolve maia que mimimi, envolve malversao de recursos publicos ,usados de forma ideologica, sem contraditorio e com apologia ao crime (pedofilia).Vai qurm quer num evento privado, sem dinheiro dos pagadores dos impostos e sem apologia ao crime.Mimimi e'ignorar isto em nome de neomoralismo politicamente correto e pseudolibertario.
Ana Paula Pires 10/09/2017 15h50min
8 anos com conta nesse banco,mas amanhã irei encerrar a minha,isso é absurdo,fazerem apologia a essa aberração. Acabou esse banco pra mim!nAqui é Brasil,país de família e cristãos,ou se enquadram a esses 2 fatores,ou mudem-se de país!
Reginaldo 10/09/2017 15h45min
Eu já sabia que a Idade Média havia retornado para os Governos Federal, Estadual e Municipal. Vejo, estarrecido, que para parte do povo também.
Claudete Peixoto 10/09/2017 15h42min
Ninguém é obrigado a engolir "qualquer coisa" como arte. Essa Arte contemporânea tem me decepcionado muito. Mas acho importante estar por dentro do que estão fazendo e saber que a um.propósito na direção desse barco.
Madelaine Machado Moreira Eltz 10/09/2017 15h40min
Estava agora assistindo um video pelo whatsapp, só ouvi e vi alguém com muito preconceito,em nenhum momento ele fala a respeito do que se tratava a exposição, o que sinto é muita ignorância uma falta de respeito , somos seres humanos todos merecem respeito,chega de hipocrisia, tudo é arte, você tem a liberdade de ir e vir se você não gosta não vã, só respeite a opção de cada um.
Rafael 10/09/2017 15h18min
De forma pontual e correta a população intervel. Sadismo, pedofilia e promiscuidade não precisam virar padrão de cultura, cultura é o antônimo da barbaridade, antônimo de tudo isso que esta amostra representava.
Michelle 10/09/2017 15h07min
Desrespeito ao Cristianismo pode? põem Maomé/Alá satirizado pra ver o que acontece!!!!!!!
Jane Souza Lemos 10/09/2017 14h22min
Bah! Vai quem quer no museu, não gostou vai embora. Já passou da hora de mimimi pra qualquer coisa. Se eu não gosto eu não como, eu não bebo, eu não assisto. Só posso ou devo reclamar do que me é obrigatório e não me satisfaz.