Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de setembro de 2017. Atualizado às 18h25.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

feira do livro

05/09/2017 - 17h33min. Alterada em 05/09 às 17h35min

63ª Feira do Livro de Porto Alegre anuncia patronáveis de 2017

Cinco nomes passarão por nova votação, e resultado deve sair até 6 de outubro

Cinco nomes passarão por nova votação, e resultado deve sair até 6 de outubro


Arquivo Pessoal/JC, Gabriela Di Bella/Arquivo/JC, Marcos Nagelstein/JC, Antonio Paz/Arquivo/JC, Leonardo Brasiliense/Divulgação/JC
Foram anunciados nesta terça-feira (5) os nomes dos cinco autores que concorrem ao título de patrono ou patrona da 63ª Feira do Livro de Porto Alegre. A lista foi composta entre 30 de agosto a 3 de setembro por meio de votos das empresas associadas à Câmara Rio-Grandense do Livro (editoras, livrarias e distribuidoras de livros), de ex-presidentes da CRL e de patronos e patronas de edições anteriores. 
Os cinco nomes passarão agora por uma nova votação, que incluirá representantes culturais gaúchos, e o nome escolhido deve ser divulgado até 6 de outubro. 
A 63ª edição da Feira do Livro ocorre de 1º a 19 de novembro de 2017 e, entre os destaques da programação, estão Conceição Evaristo, Pilar del Río, Otavio Jr., Daniel Munduruku, Sergio Vaz, Ondjaki, Ricardo Araújo Pereira, Rosana Rios e Manuel Filho, entre dezenas de outros convidados, além de uma comitiva de doze autores dos países nórdicos, região homenageada pelo evento. Todas as atividades têm entrada gratuita.
Veja abaixo a biografia dos candidatos, conforme a Câmara Rio-Grandense do Livro:
  • André Neves nasceu em Recife/PE, em 1973, mas atualmente reside em Porto Alegre/RS, onde trabalha pesquisando, escrevendo e ilustrando livros infantis. Estudou Artes Plásticas, é arte-educador e promove palestras e oficinas. Vencedor do Jabuti 2003 na categoria Ilustração de Livro Infantil e Juvenil, e do Açorianos de Literatura em 2004, 2006 e 2009. Conquistou o Selo Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil e já integrou o Catálogo de Bolonha. É autor de A Caligrafia de Dona Sofia, Obax e Tom, entre outros títulos, além de ter ilustrado vários livros de outros autores. Foi patronável também em 2016, ao lado de Caio Riter e Luís Dill.
  • Caio Riter nasceu em Porto Alegre/RS, em 1962. Mestre e doutor em Literatura Brasileira, é professor e ministrante de oficinas de criação literária. Autor de obra extensa, dedicada principalmente ao público infantil e juvenil. Recebeu o Açorianos de Literatura em 2004, 2006 e 2009; o 1º Barco a Vapor em 2005; Prêmio Livro do Ano pela Associação Gaúcha de Escritores em 2005 e 2006, e Selo Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Teve vários livros selecionados por programas governamentais e integrou o Catálogo de Bolonha. Foi patronável em 2016, junto com André Neves e Luís Dill.
  • Celso Gutfreind nasceu em Porto Alegre/RS em 1963. É escritor e médico. Autor de poemas, contos infanto-juvenis e ensaios sobre humanidades e psicanálise. Finalista em oito ocasiões, Celso recebeu o Prêmio Açorianos em 93. Agraciado cinco vezes com o Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores. Também foi finalista do Prêmio Jabuti 2011 e escritor convidado do Clube de Escritores Ledig House em Omi (EUA), 1996. Como médico tem especialização em psiquiatria, psiquiatria infantil, mestrado e doutorado em Psicologia, realizado na Universidade Paris 13. Realizou pós-doutorado em Psiquiatria da Infância pela Universidade Paris 6. É psicanalista de adultos e crianças pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre. Atualmente, trabalha em consultório e como professor convidado no curso de Psicologia da Unisinos e Ufrgs.
  • Luís Dill nasceu em Porto Alegre/RS, em 1965. Jornalista e radialista, pós-graduado em Literatura Brasileira. Vencedor do Prêmio Açorianos na categoria Conto pelo livro Tocata e Fuga e na categoria Juvenil pelos livros De Carona, com Nitro e Decifrando Ângelo. Recebeu o prêmio Livro do Ano da Associação Gaúcha dos Escritores na categoria Poesia com o livro Estações da poesia, foi terceiro lugar do prêmio Biblioteca Nacional na categoria Juvenil com o livro O estalo. Alguns de seus títulos receberam o selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Foi patronável em 2016.
  • Valesca de Assis nasceu em Santa Cruz do Sul/RS, em 1945. Cursou a Faculdade de Filosofia da Ufrgs. É professora de História especializada em Ciências da Educação e ministrante de oficinas de escrita criativa. Estreou como escritora em 1990, com a publicação de A Valsa da Medusa. “Harmonia das Esferas” foi vencedor do Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Artes e Prêmio Especial do Júri da União Brasileira de Escritores, em 2000; indicado para o Prêmio Açorianos de Literatura, categoria Romance, em 2001. Prêmio Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores, categoria Crônica, em 2003, por Todos os Meses. Foi também finalista do Prêmio Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores, em 2009, categoria Infanto-juvenil, por Vão Pensar que Estamos Fugindo e Prêmio AGEs Livro do ano em 2017 pelo romance A Ponta do Silêncio. Indicada como patronável em 2015.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia