Paula montou franquia na avenida Açucena Paula montou franquia na avenida Açucena Foto: JÚLIA FERNANDES/ESPECIAL/JC

Abre loja de produtos naturais em Canoas

A franquia Nação Verde foi criada em São Paulo

Ideia disseminada entre influenciadores digitais, os famosos blogueiros fitness, a alimentação saudável ganha cada vez mais espaço. E, agora, Canoas tem mais uma opção neste segmento, a franquia Nação Verde.
A história da marca começou em 2010, com o empresário Ricardo Cruz. Em parceria com profissionais do mercado, médicos, nutricionistas e engenheiros, ele criou sua primeira unidade em São Paulo.
Paula Wilmsen, 28 anos, foi quem trouxe a operação para a cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre. Quando saiu de seu último emprego, numa multinacional, decidiu que era hora de empreender.
"Eu tinha vontade de abrir meu negócio próprio, mas queria alinhar o empreendedorismo a um propósito, não somente como um negócio", afirma ela. Assim, resolveu entrar no segmento de alimentação natural.
Durante o processo de escolha de que caminho trilhar, chegou a pensar em criar sua própria empresa, mas resolveu apostar no franchising. "Gostei do conceito, do propósito, foi muito de acordo com o que eu estava vivendo. E eles são muito abertos à personalização, dão liberdade para o empreendedor poder customizar, entender o que a região precisa", comenta.
A loja, que fica na avenida Açucena, nº 1.140, oferece uma variedade de produtos, desde refeições a suplementos, produtos para casa e cosméticos. Há um estoque oferecido a granel, com mais de 80 opções. Entre elas, veggie chips, banana chips e salgado de linhaça com oliva.
No setor de cosméticos, uma linha completa de maquiagens orgânicas, como bases, pó compacto, sombras, blushes, rímel, corretivos para todos os tipos e tons de pele e produtos para cabelos.
O local ainda vende lanches prontos como sucos naturais, funcionais, cafés, salgados de massa integral e pratos feitos. Recentemente, foi lançado ainda o Nukone, uma espécie de crepe em formato de cone com diversos recheios e poucas calorias.
"Essa parte da lanchonete a gente foi ampliando por necessidade do consumidor. O público não tem onde se alimentar com fast food saudável", considera a empresária.
Paula ressalta que um outro diferencial é a escolha de fornecedores. "A gente procura selecionar bem os parceiros, e exige que tenham procedência garantida."
Para impulsionar o trabalho desses parceiros, aos fins de semana, ocorrem feiras em frente à loja. Tanto nesses eventos como em outras oportunidades, a Nação Verde tem o apoio de nutricionistas, que conversam com os clientes que se interessam em apostar num estilo de vida mais saudável.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio