Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de setembro de 2017. Atualizado às 21h33.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa Sul-Americana

13/09/2017 - 21h27min. Alterada em 13/09 às 21h35min

Sport bate Ponte Preta nas oitavas da Sul-Americana e ameniza crise

O Sport bateu por 3 a 1 a Ponte Preta nesta quarta

O Sport bateu por 3 a 1 a Ponte Preta nesta quarta


LEO CALDAS/AFP PHOTO/JC
Folhapress
Após seis jogos sem saber o que é vencer, o Sport finalmente conseguiu comemorar um grande triunfo ao bater a Ponte Preta por 3 a 1 nesta quarta-feira (13), pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana.
Diante de sua torcida na Ilha do Retiro, Ronaldo Alves, Rithely e André fizeram os gols da equipe pernambucana. Felipe Saraiva descontou para a equipe alvinegra.
Com o resultado, o Sport consegue uma boa vantagem para o jogo da volta. No Moisés Lucarelli, a equipe poderá garantir vaga nas quartas de final da competição mesmo sendo derrotado por um gol de diferença.
Já a Ponte Preta contará com a força de sua torcida e terá que buscar uma vitória de 2 a 0 ou três gols de diferença para avançar de forma direta ao torneio sul-americano.
A vitória também ameniza a crise que vive o clube pernambucano, que ficou evidenciada com comentários de Vanderlei Luxemburgo após o time sofrer goleada de 5 a 0 para o Grêmio.
Nos últimos seis jogos, o Sport foi derrotado quatro vezes e empatou duas. A equipa rubro-negra não sabia o que era comemorar um gol desde 5 de agosto, quando perdeu para o Corinthians por 3 a 1, pelo Campeonato Brasileiro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia