Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 12 de setembro de 2017. Atualizado às 18h18.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

liga dos campeões

Alterada em 12/09 às 18h20min

Chelsea goleia Qarabag por 6 a 0 na estreia; Roma e Atlético de Madrid empatam

Tiemoue Bakayoko (e) comemora com companheiros após anotar um dos tentos do Chelsea na partida

Tiemoue Bakayoko (e) comemora com companheiros após anotar um dos tentos do Chelsea na partida


BEN STANSALL/AFP/JC
Com grande atuação do meia brasileiro William, o Chelsea massacrou o fraco Qarabag, do Azerbaijão, por 6 a 0, nesta terça-feira, no estádio Stamford Bridge, em Londres, na estreia da equipe inglesa no Grupo C da Liga dos Campeões da Europa. A vitória colocou o time londrino na liderança isolada com três pontos, beneficiado pelo empate em 0 a 0 entre Roma e Atlético de Madrid, disputado na capital italiana.
Na próxima rodada da Liga dos Campeões, o Chelsea irá até a Espanha para enfrentar o Atlético de Madrid, enquanto que o Qarabag receberá a Roma. Ambos os jogos serão realizados no dia 27 deste mês.
O Qarabag até iniciou a partida tentando mostrar que poderia incomodar os poderosos donos da casa em duas jogadas que tiveram a participação do meio-campista brasileiro Pedro Henrique, camisa 10 da equipe azerbaijana.
Mas o Chelsea rapidamente confirmou a sua superioridade, teve três chances de gol até abrir o placar, aos 5 minutos de jogo. Depois de cobrança de escanteio, o brasileiro William rolou para o atacante Pedro, de frente para o gol, dar um tapa no ângulo esquerdo do goleiro.
O Chelsea continuou massacrando a modesta equipe do Azerbaijão. Foram inúmeras oportunidades para ampliar o marcador ainda no primeiro tempo até os 29 minutos, quando o italiano Zappacosta - em seu primeiro jogo como titular - pegou a bola na defesa, arrancou pela lateral direita, passou por um adversário e chutou de fora da área, ao invés de cruzar, para encobrir o goleiro Sehic: 2 a 0.
O primeiro chute do Qarabag em direção ao gol do time inglês ocorreu aos 36 minutos com Pedro Henrique, que limpou pela direita e bateu de canhota, rasteiro, para a defesa do belga Courtois. Aos 38, o brasileiro puxou um bom contra-ataque para os visitantes, mas a defesa inglesa cortou o perigo. Mas foram lances isolados em um primeiro tempo amplamente dominado pelo Chelsea.
Na segunda etapa, o panorama da partida não se alterou. O time londrino continuou exercendo pressão nos adversários e buscando o terceiro gol. E com ótima atuação de William - que já havia feito a assistência para o gol inaugural da equipe -, que fazia grandes jogadas no ataque londrino.
O Chelsea ampliaria a vantagem na partida aos 9 minutos, quando o meio-campista espanhol Fábregas fez um lindo cruzamento de três dedos que encontrou a cabeça de Azpilicueta. A jogada começou em uma cobrança de falta curta de William para Fábregas
William ainda carimbaria a trave do goleiro azerbaijano aos 21 minutos. Ele arrancou pela esquerda, cortou para o meio e disparou para o gol, mas a bola acertou o poste superior de Sahic.
A goleada do time londrino se confirmou aos 26 minutos, quando o volante francês Bakayoko aproveitou um cruzamento da esquerda e uma falha do sistema defensivo para fazer o quarto gol do Chelsea - o primeiro dele com a camisa do clube inglês.
Aos 31 minutos, o belga Batshuayi encontrou muita facilidade na defesa adversária e chutou sem chances para o goleiro do Qarabag e fazer o quinto gol. O mesmo Batshuayi ainda aproveitou cruzamento da direita e empurrou a bola para as redes, mas a arbitragem computou como gol contra do zagueiro Medvedev: 6 a 0
O sul-africano Dino quase fez o gol de honra do Qarabag, aos 41 minutos, quando avançou pela esquerda do ataque, limpou dos zagueiros do Chelsea e disparou para o gol. Mas a bola subiu demais.
Na outra partida do Grupo C da Liga dos Campeões, Roma - que retorna à competição - e Atlético de Madrid - semifinalista na temporada passada - não mexeram no placar em uma partida dominada, pelo menos nos números, pela equipe madrilenha, mesmo atuando no estádio Olímpico, em Roma.
O Atlético de Madrid, apesar de ter tido um pouco menos posse de bola (51% a 49%), foi bem mais ofensivo que a equipe mandante. Foram 19 finalizações do time espanhol, sendo que 10 delas tiveram a direção do gol italiano. Mas o ataque liderado pelo francês Antoine Griezmann não foi eficiente e frustrou a torcida espanhola.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia