Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de setembro de 2017. Atualizado às 10h58.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Liga dos Campeões

12/09/2017 - 18h01min. Alterada em 12/09 às 18h02min

Neymar marca, trio ofensivo brilha e Paris Saint-Germain faz 5 a 0 no Celtic

Mbappé (de frente), Neymar e Cavani marcaram para a equipe francesa em goleada

Mbappé (de frente), Neymar e Cavani marcaram para a equipe francesa em goleada


Andy Buchanan/AFP/JC
O Paris Saint-Germain mostrou nesta terça-feira (12) que o pesado investimento para conquistar a Liga dos Campeões da Europa pode trazer excelentes resultados. Mesmo jogando na casa do adversário, em Glasgow, na Escócia, a equipe não tomou conhecimento do Celtic e massacrou por 5 a 0, em sua estreia na competição.
O triunfo, aliás, foi construído com grande atuação de seu poderoso trio ofensivo. Tanto Neymar, contratado do Barcelona, quanto Mbappé, destaque do Monaco na última temporada, marcaram para o Paris Saint-Germain. O uruguaio Cavani também não decepcionou e fez duas vezes. O bom resultado deixou a equipe francesa com três pontos no Grupo B, os mesmos do Bayern de Munique, que também nesta terça-feira superou o Anderlecht por 3 a 0, na Allianz Arena, em Munique, na Alemanha.
Embalada pela estreia de seu trio na Liga dos Campeões, a equipe francesa começou melhor e teve um gol corretamente anulado aos 15 minutos, quando Cavani aproveitou cruzamento rasteiro e, em impedimento, completou para as redes.
Mas o jogo estava tranquilo para o Paris Saint-Germain. E, apenas três minutos depois, Neymar fez valer a aposta de contratação mais cara da história do futebol: após rápido contra-ataque, o brasileiro recebeu de Rabiot, ganhou na corrida e tocou na saída do goleiro, com classe, por cobertura, para abrir o placar. E o estrelado ataque do time francês não demorou para praticamente garantir o triunfo. Aos 33 minutos, após receber cruzamento, Neymar cabeceou para o meio da área, Cavani furou e Mbappé fez o segundo.
Faltava o gol do atacante uruguaio. E, ainda no primeiro tempo, Cavani foi puxado dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, com perfeição, ele mesmo bateu no ângulo esquerdo e demonstrou a força do poderoso ataque do Paris Saint-Germain.
Com o duelo liquidado, sem muito esforço, a equipe controlou o Celtic no segundo tempo. E ainda chegou ao quarto aos 37 minutos, em gol contra de Lustig, e fez o quinto aos 39, novamente com Cavani, em bonita cabeçada.
Ainda nesta terça-feira, o Bayern de Munique teve a sua partida "facilitada" quando Sven Kums cometeu pênalti aos 11 minutos, foi expulso e deixou o Anderlecht com um jogador a menos. Robert Lewandowski, então, colocou o time alemão em vantagem. E, já no segundo tempo, Thiago Alcântara e Joshua Kimmich completaram o placar.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 13/09/2017 09h48min
PSG x INTERNACIONAL !!!nnQue maravilha que ontem começou a Rica, Charmosa, Maravilhosa Champions League com grandiosas partidas de futebol em alto padrão, acrescento que hoje terá muito mais. Sugiro que os jogadores do Internacional revejam o jogo de ontem Celtic 0 x 5 PSG para perceber como é fácil jogar futebol com uma BOLA REDONDA, mesmo na casa do adversário e sem medo de ser feliz. Poderão ver o Mega centroavante Uruguaio Cavani correndo o jogo todo, abrindo espaços, tabelando com categoria, batendo pênalti com maestria, usando de forma correta a cabeça na bola para dar aquela cabeceada longe do alcance do goleiro para estufar as redes, e com muita alegria no seu rosto suado esperar os abraços dos parceiros de time. Falar da inteligência, malandragem, rapidez e calma do Brasileiro Neymar na frente da goleira, é chover no molhado, ainda mais dando aquela cavadinha por cima do coitado do goleiro. Quanto aos demais jogadores nem vou mencionar o nome para não ficar muito longo este relato, até mesmo por que demonstram um ótimo astral dentro do campo e de forma solidária, tratam muito bem a BOLA mesmo que a maioria seja de Países diferentes. A vitória do PSG por CINCO A ZERO aconteceu naturalmente, parecendo o paciente e talentoso time do Colorado dos anos de 1975, 76 e 79, quando entravam em campo para se divertir jogando futebol em alto nível, mesmo naquela passada década. O resultado era apenas uma deliciosa conseqüência para a torcida poder comemorar os GOLS e mais uma VITÓRIA, dentro daquele velho e contagiante BEIRA-RIO. Abs. Dorian Bueno Google + Plus, Poa, 13.09.2017nnn