Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de setembro de 2017. Atualizado às 11h52.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 22/09/2017. Alterada em 21/09 às 22h04min

Para XP, 15% do investimento em infraestrutura virá de debêntures

As debêntures devem responder por uma fatia de 15% do investimento privado em infraestrutura em 2018. O cálculo, da XP Investimentos, é de que, dos investimentos esperados para infraestrutura ano que vem - da ordem de R$ 139,5 bilhões -, R$ 84 bilhões venham do setor privado.
Para se ter uma ideia do crescimento potencial do investimento privado em infraestrutura em 2016, de R$ 61 bilhões, 7% vieram das debêntures de infraestrutura. Hoje, o estoque de debêntures incentivadas soma R$ 29,6 bilhões, em cinco anos. "Independentemente do cenário econômico, vimos demanda. Com a menor volatilidade, o crescimento deverá ser ainda maior", destaca o head de produtos da XP Investimentos, Daniel Lemos.
A percepção é de que os fundos de debêntures incentivadas devem crescer ainda mais, sendo que a expectativa é de que a proporção de fundos abertos seja maior do que os fechados. Essa estimativa, de acordo com Lemos, está ancorada na visão de que o mercado está mais maduro para esse tipo de investimento.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia