Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de setembro de 2017. Atualizado às 11h28.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Construção Civil

Alterada em 13/09 às 11h29min

Vendas da indústria de materiais de construção caem 2,9% em agosto, diz Abramat

No ano, as vendas baixaram 6,1%, enquanto no acumulado de 12 meses a queda totalizou 7,8%

No ano, as vendas baixaram 6,1%, enquanto no acumulado de 12 meses a queda totalizou 7,8%


CLAITON DORNELLES/JC
As vendas da indústria de materiais de construção no País em agosto cresceram 6,2% em comparação com julho e caíram 2,9% em relação ao mesmo mês de 2016. No ano, as vendas baixaram 6,1%, enquanto no acumulado de 12 meses a queda totalizou 7,8%.
As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (13) pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). Os dados são deflacionados.
Com a queda na comercialização de materiais, a indústria seguiu cortando funcionários. A quantidade de pessoas empregadas no setor em agosto registrou queda de 5,3% frente a agosto de 2016. No ano e em 12 meses, as baixas foram, respectivamente, de 6,2% e 6,7%.
A Abramat avaliou em nota que a redução do mercado em 2017 deverá girar ao redor de 5% a 6%, conforme o previsto.
A associação também destacou que a queda de vendas de materiais de base tem sido um pouco maior do que a dos materiais de acabamento, refletindo a redução no início de novas obras de infraestrutura e edificações.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia