Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de setembro de 2017. Atualizado às 14h18.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

ENERGIA

Notícia da edição impressa de 13/09/2017. Alterada em 13/09 às 14h22min

Governo federal espera concluir venda da Eletrobras até o 1º trimestre de 2018

O ministro de Minas Energia, Fernando Coelho Filho, afirmou ontem que o governo trabalha para concluir o processo de privatização da Eletrobras até o primeiro trimestre de 2018. A modelagem da venda deve ser anunciada ainda neste mês.
A proposta é reduzir a fatia do governo dos atuais 63% (considerando as ações que pertencem ao Bndes) para "algo abaixo de 50%". Isso ocorrerá por meio de uma oferta de novas ações da empresa ao mercado, diluindo a participação do controlador.
Os recursos arrecadados com a venda das ações serão usados pela estatal para alterar o regime comercial de hidrelétricas que passaram a operar sob regime de cotas a partir de 2013, com o pagamento de uma espécie de bônus ao governo.
Coelho Filho disse que ainda não estão definidas quais usinas serão incluídas no processo. A Eletrobras diz que tem 14 hidrelétricas elegíveis para a mudança.
O ministro afirmou que, caso o aumento de capital não seja suficiente para reduzir a participação da União a menos do que 50% do capital, o governo federal poderá vender parte de suas ações. E adiantou que uma das propostas em estudo é direcionar parte da receita das hidrelétricas no Nordeste para a revitalização do rio São Francisco.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia